top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Área Protegida de Ponte de Lima assinalou Dia Internacional das Zonas Húmidas

A Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e São Pedro de Arcos, reconhecida, em 2005, como Zona Húmida de Importância Internacional, ao abrigo da Convenção de Ramsar, assinalou esta quinta-feira, 2 de fevereiro o Dia Internacional das Zonas Húmidas, com uma ação especial.




A iniciativa que também tem enquadramento no projeto “Ponte de Lima: Pulmão do Alto Minho” focou-se na arborização da faixa de gestão de combustível no troço da Estrada Municipal n.º 524, com cerca de 1,8km, entre a aldeia da Cabração e o limite do concelho de Ponte de Lima com o concelho de Vila Nova de Cerveira.


A ação resultou de uma parceria entre a Área Protegida, Associação Florestal, Junta de Freguesia de Cabração e Moreira do Lima e da Comunidade Local do Baldio de Santa Maria da Cabração.


O Vereador do Município de Ponte de Lima, Gonçalo Rodrigues, que detém os pelouros do Ambiente e Espaços Verdes e das Florestas, identificou os objetivos desta ação “que, naturalmente, passam em primeiro lugar, por assinalar a Dia Internacional das Zonas Húmidas. A iniciativa deve ser entendida como um sinal de reconhecimento da importância que é conferida pela Área Protegida ao restante território da bacia hidrográfica do rio Estorãos, tendo em consideração que, ao estar localizada no último terço da bacia, a Área Protegida e Zona Húmida de Importância Internacional funciona como um espaço coletor da mesma absorvendo, por conseguinte, um conjunto de efeitos que são promovidos a montante do espaço classificado.”, declarou o Vereador citado em nota de imprensa do município.


Gonçalo Rodrigues destacou em, segundo lugar, o contributo da ação para o projeto “Pulmão do Alto Minho” no qual, entre outras ações, é pretendida a "criação de uma infraestrutura verde que possa perdurar no tempo e no espaço em áreas, tal como a que estamos hoje aqui a executar, que possam conectar-se entre si aumentando a resiliência do território, a transferência de valores naturais e estética da paisagem."


Marcaram presença nesta atividade a Comunidade Local do Baldio de Santa Maria da Cabração, que louva a iniciativa da autarquia pela visão estratégica revelada em matéria de floresta; populares da freguesia e Junta de Freguesia de Cabração e Moreira do Lima, técnicos do Gabinete Técnico Florestal e da Área Protegida do Município de Ponte de Lima e técnicos e sapadores florestais da Associação Florestal do Lima.

Com sempre, dada a importância da educação ambiental no contexto destas ações, marcaram ainda presença os alunos da turma do 3.º ano da EB1 de Arcozelo que ajudaram na plantação de espécies autóctones, desde carvalhos, salgueiros, castanheiros e nogueiras.




0 comentário

Comments


bottom of page