top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Melgaço é palco de escavações arqueológicas


No concelho de Melgaço continua-se a apostar em escavações arqueológicas no âmbito do projeto arqueológico transfronteiriço “Miño/Minho - Os primeiros habitantes do baixo Minho”. O principal objetivo da iniciativa é o estudo das primeiras ocupações humanas no Baixo Minho conservadas na sua margem esquerda sendo que os trabalhos realizados estão a incidir nas jazidas paleolíticas na freguesia de Remoães, Chaviães, Melgaço, entre outros locais. Pela primeira vez a ser alvo do projeto a freguesia de Penso, Melgaço, está a ser analisa em função de uma jazida de uma coleção de artefactos paleolíticos.

Escavações arqueológicas em Melgaço| Peneda Gerês TV

“Miño/Minho - Os primeiros habitantes do baixo Minho” já se encontra em desenvolvimento há quatro anos e as suas intervenções centram-se especialmente na área do concelho de Melgaço e na zona a montante de Monção. Com este projeto foi possível obter mais informações sobre o Paleolítico do Baixo e Médio Noroeste da Península Ibérica e dezenas de artefactos com milhares de anos.

O projeto conta com a promoção da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e do Centro Nacional de Investigación sobre la Evolución Humana (CEHIEH) e com o apoio das Câmaras Municipais de Melgaço e Monção, em Portugal, e da Xunta da Galiza e das Câmaras Municipais de As Neves e Porriño, em Espanha.

0 comentário
bottom of page