top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

521 condutores "apanhados" sob efeito do álcool durante a campanha "Taxa Zero ao Volante"

Com o objetivo de alertar os condutores dos veículos para os riscos da condução sob a influência do álcool, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP) levaram a cabo, entre os dias 1 e 7 de fevereiro, a Campanha de Segurança Rodoviária "Taxa Zero ao Volante". Foram fiscalizados presencialmente 50.623 veículos, tendo sido registado um total de 8.269 infrações, das quais 521 relativas à condução sob o efeito do álcool.

 




homem conduzindo com uma garrafa de cerveja na mão

De acordo com as Forças de Segurança, na campanha “Taxa Zero ao Volante”, foram sensibilizados 260 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Com uma taxa de álcool no sangue de 0,5 g/l o risco de sofrer um acidente grave ou mortal duplica;

  • Os acidentes que decorrem da condução sob a influência do álcool são particularmente graves;

  • O álcool diminui o campo visual, provocando a chamada visão em túnel. Esta perda de capacidades, bem como as alterações de comportamento que podem levar a estados de euforia e de desinibição, aumentam de forma muito significativa o risco de envolvimento em acidentes rodoviários.

No período desta campanha, registou-se um total de 2245 acidentes, de que resultaram 8 vítimas mortais, 36 feridos graves e 735 feridos leves.


Relativamente ao período homólogo de 2023, as Forças de Segurança dizem que "verificaram-se menos 400 acidentes, menos 1 vítima mortal, menos 12 feridos graves e menos 21 feridos leves."

 

As 8 vítimas mortais, do género masculino, tinham idades compreendidas entre os 22 e os 83 anos.


Os 8 acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Lisboa (2), Aveiro, Beja, Braga, Coimbra, Leiria e Setúbal, cada um com um acidente com vítimas mortais.

 

Estes acidentes consistiram em 4 colisões que originaram 4 vítimas mortais e envolveram 5 veículos ligeiros, 2 motociclos e 1 velocípede com motor. Houve ainda 3 despistes que originaram 3 vítimas mortais e envolveram 2 veículos ligeiros e 1 motociclo, bem como 1 atropelamento em estrada nacional, envolvendo 1 veículo ligeiro, com 1 vítima mortal.

Os acidentes acima descritos ocorreram em 3 estradas nacionais, 2 arruamentos, 1 itinerário complementar e 2 outras vias.


Esta foi a segunda das 12 campanhas de sensibilização e de fiscalização planeadas no âmbito do PNF de 2024. Até ao final do ano, serão realizadas mais 10 campanhas, uma por mês, com ações de sensibilização e de fiscalização.


Das duas campanhas que decorreram este ano, foram realizadas 7 ações, durante as quais mais de 850 pessoas foram sensibilizadas presencialmente. Quanto a ações de fiscalização, o número de condutores fiscalizados presencialmente foi aproximadamente de 100,1 mil e cerca de 5,1 milhões de veículos foram fiscalizados através de radares.




0 comentário

Comments


bottom of page