top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

866 condutores apanhados a conduzir sob efeito do álcool na operação "Taxa Zero ao Volante"


Campanha de Segurança Rodoviária "Taxa Zero ao Volante" decorreu de 5 a 11 de julho, tendo as Forças de Segurança fiscalizado presencialmente 44.485 veículos e registado um total de 12.468 infrações. Destas, 866 são relativas à condução sob o efeito do álcool.



A Campanha da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP), teve como objetivo alertar os condutores dos veículos para os riscos da condução sob a influência do álcool.


Esta campanha de segurança rodoviária, inserida no Plano Nacional de Fiscalização, contou, uma vez mais, com a participação do serviço da administração regional da Região Autónoma da Madeira em ações de sensibilização, completando o trabalho de fiscalização que tem sido realizado pelos comandos Regionais da PSP.


Assim, através de cinco ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização realizadas pela GNR e pela PSP, nas localidades de Torres Vedras, Aveiro, Braga, Porto e Ceira, ocorreram idênticas ações na Região Autónoma da Madeira.


Na campanha foram sensibilizados 411 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:

  • Com uma taxa de álcool no sangue de 0,5 g/L o risco de sofrer um acidente grave ou mortal duplica;

  • Os acidentes que decorrem da condução sob a influência do álcool são particularmente graves;

  • Conduzir sob a influência do álcool causa perturbações ao nível de aspetos cognitivos e do processamento de informação que acarretam, entre outros efeitos, uma menor capacidade e rapidez de decisão, aumento do tempo de reação e descoordenação de movimentos.

Durante o período da campanha, de 5 a 11 de julho, as Autoridades registaram um total de 2.724 acidentes, de que resultaram 6 vítimas mortais, 47 feridos graves e 844 feridos leves.

Relativamente ao período homólogo de 2021, verificaram-se mais 403 acidentes, menos 2 vítimas mortais, menos 8 feridos graves e mais 74 feridos leves.


As 6 vítimas mortais, 4 das quais do sexo masculino, tinham idades entre 43 e 73 anos. Os acidentes ocorreram nos distritos do Porto, Guarda, Portalegre, Lisboa e Setúbal. Segundo as Autoridades, estes acidentes resultaram de 2 colisões, 2 despistes e 2 atropelamentos.


Os veículos envolvidos foram maioritariamente ligeiros e, no acidente do distrito do Porto (atropelamento) houve 3 veículos envolvidos num choque em cadeia originado pelo atropelamento. No acidente da Guarda esteve envolvido um trator agrícola e num dos acidentes de Setúbal, um motociclo.


Os atropelamentos ocorreram nos distritos do Porto e Setúbal.







0 comentário

Comments


bottom of page