Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

1/2

Pub

A importância dos bons livros



Quando em 1929, William Randolph Hearst, dono do The New York Journal, enviou para Cuba uma equipa de reportagem com a missão de incendiar a opinião pública norte-americana e criar um ambiente propício à intervenção dos Estados Unidos na ilha que equacionava o Poder colonial, a primeira revolução do audiovisual ainda não tinha acontecido em parte alguma do Mundo.


Em Portugal, a primeira onda da revolução do audiovisual, ou seja, a democratização do acesso à televisão, nos inícios dos anos 70, ocorreu ainda antes do 25 de Abril, atingindo uma população que não tinha, como ainda não tem, os hábitos de leitura próprios de uma cultura bibliográfica. Esta realidade potenciou, entre nós, o impacto negativo da segunda grande onda do audiovisual, correspondente ao aparecimento da Internet.