top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Alto Minho conta com centro Resposta de Apoio Psicológico a vítimas de violência doméstica



O Centro de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica, valência do Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora (CSCVPA) e estrutura integrante da Rede Nacional de Apoio a Vítimas de Violência Doméstica, identificou no ano de 2021, 90 crianças e jovens vítimas de violência doméstica – seja por exposição à violência doméstica, violência física, violência psicológica ou violência sexual – nos vários concelhos do Alto Minho onde intervém.


De forma a combater e prevenir este flagelo social, foram criadas a nível nacional, as RAP – Resposta de Apoio Psicológico para Crianças e Jovens Vítimas de Violência Doméstica pela Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, com apoio da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) e da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP), e financiadas pelo Portugal 2020 – POISE.


A RAP Âncora Jovem conta com uma equipa técnica composta por duas psicólogas, Dr.ª Luciana Martins e Dr.ª Adriana Alves, efetuando deslocações aos concelhos de Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira, Caminha, Ponte da Barca, Paredes de Coura e Arcos de Valdevez, no sentido de proporcionar apoio psicológico e/ou psicoterapêutico a crianças e jovens vítimas de violência doméstica, permitindo colmatar as necessidades de serviços de apoio especializados.


Por outro lado, os concelhos de Viana do Castelo e Ponte de Lima estão a cargo da intervenção da RAP Caça-Sonhos, integrado no Gabinete de Atendimento à Família (GAF).


O RAP Âncora Jovem encontra-se em funcionamento de:

Segunda-feira a Sexta-feira: das 9:00 às 17:00

Contactos: (+351) 914 046 542 e (+351) 914 046 857

Email: ancorajovem@cscvpa.pt



0 comentário

Commentaires


bottom of page