Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Pub

Apicultora barrosã vence prémio no XI Concurso Nacional de Mel

A barrosã Fátima Rodrigues, apicultora na empresa "Aromas e Sabores de Pitões", conquistou a medalha de bronze no XI Concurso Nacional de Mel, na classe de Mel Urze produzido em Modo de Produção Convencional. Um triunfo de relevo alcançado no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém. Poucos depois, no parque termal de Pedras Salgadas, na Feira do Mel, arrecadou o primeiro prémio de melhor mel de urze. Quisemos conhecer melhor o trabalho desta barrosã que tinha terror de abelhas e que hoje está derretida de amor pelo mundo da apicultura.


Quando em 2013 entrou no Mundo da apicultura, Fátima Rodrigues estava longe de imaginar que iria ficar apaixonada pelo hercúleo trabalho das abelhas e de tudo que as envolve. Antes, «tinha terror só de imaginar que podia tocar numa abelha». Colocou o medo na algibeira e avançou para uma aposta que lhe transformou a vida. O premiado mel de urze (retirado em julho) e o multifloral (extraído em setembro) são o regalo desta barrosã que vive em Pitões das Júnias, uma das mais belas e turísticas aldeias do município de Montalegre.


4 APIÁRIOS | 250 COLMEIAS

Tem sido em crescendo o trabalho desta apicultora. Hoje já responde pela manutenção de quatro apiários, o último erguido em 2018. Ao todo são 250 colmeias. Em cada uma, habitam entre 40 e 60 mil abelhas. Um enxame de cansaço que é correspondido com o prazer que nutre por tanto que tem recebido ao longo destes últimos oito anos: «dá muito trabalho, mas gosto imenso do que faço. É aqui que me sinto bem». O retorno está na procura que toca o nacional e a vizinha Espanha: «há muitos turistas espanhóis que gostam do mel. Aparecem em Pitões de forma propositada. Gostam da densidade do mel».


TERAPIA E TERAPÊUTICO


O trabalho é uma terapia para Fátima Rodrigues. Abraçada pela montanha que embala Pitões das Júnias, a apicultora tudo esquece quando anda às voltas com as abelhas. Longe do stress e do lufa-lufa diário, defende que elas são macias e inofensivas. A exceção está na descarada aproximação. Aí exige vestimenta própria. De resto, só há coisas boas. Por exemplo, o mel tem um rol de trunfos assinaláveis. Combate as gripes e constipações. É anti-inflamatório, antibacteriano e antiviral. Composto por 80% de urze, o mel premiado pode ser o passaporte para outros voos. Para já, estão mais de 1.500 frascos no mercado. Um número que pode crescer. Haja procura porque alma há de sobra.

0 comentário

Publicidade

Se gosta da Peneda Gerês TV

Contribua com um donativo

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Peneda Gerês TV - Multimédia e Comunicação

In.Cubo – Incubadora de Iniciativas Empresariais Inovadoras

4970-786 - Arcos de Valdevez

geral.penedagerestv@gmail.com

©2021 Peneda Gerês TV