top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Aquamuseu vê aprovado financiamento para combater agentes contaminantes no rio Minho

‘BlueWWater’ é o novo projeto de cooperação transfronteiriça, que envolve 11 entidades do Norte de Portugal e da Galiza, entre as quais o Município de Vila Nova de Cerveira através do Aquamuseu do rio Minho, e que visa o controlo, tratamento e redução de microplásticos e contaminantes emergentes em águas residuais urbanas e no meio costeiro transfronteiriço, protegendo, conservando e valorizando a biodiversidade existente.




fachada de edifício com barco vermelho na relva, à entrada

Com um custo elegível de 1.4ME, o projeto foi aprovado pelo Comité de Gestão do Programa de Cooperação Interreg VI A España-Portugal 2021-2027, com uma comparticipação FEDER de cerca de 1ME.

Com um período de intervenção até agosto de 2026, "o projeto ‘BlueWWater’ tem como objetivo o controlo, seguimento e avaliação das emissões de microplásticos e contaminantes emergentes no meio aquático, através de um estudo de eficiência das estações de tratamento de águas residuais urbanas em ambas as regiões e do risco ambiental destes contaminantes", explica nota da autarquia. Para o efeito, acrescenta, "prevê-se a elaboração e otimização de metodologias analíticas de alto rendimento que facilitem a determinação desses contaminantes, organizando também um exercício de comparação interlaboratorial para colaborar com outras entidades na validação destas metodologias."

Além disso, e procurando garantir um uso sustentável dos recursos hídricos, o consórcio ‘BlueWWater’ vai ainda propor a implementação de estudos experimentais para avaliar o potencial de reutilização da água tratada para fins agrícolas, bem como dar o seu contributo para a implementação de uma nova normativa comunitária (Diretiva Quadro da Água e Diretiva Quadro sobre a Estratégia Marinha).


Com uma estreita relação com a comunidade escolar e pesqueira, "a integração do Aquamuseu do Rio Minho neste consórcio ‘BlueWWater’ permitirá partilhar conhecimentos como base para a realização de atividades de Educação Ambiental com as escolas e a comunidade em geral, tendo como tema central os impactos dos plásticos no meio ambiente como na saúde, contribuindo para uma mudança de atitude e de hábitos da sociedade, por exemplo fomentando a redução do consumo de produtos de uso unitário e único." O investimento total elegível para a atividade do Aquamuseu do Rio Minho é de quase 35 mil euros, tendo conseguido uma comparticipação FEDER de 75%, ou seja, mais de 26 mil euros.

O projeto ‘BlueWWater’ vai trabalhar para impulsionar, consolidar e dinamizar a rede de colaboração transfronteiriça criada no âmbito do projeto ‘NOR-WATER’, reunindo os atores relacionados com a gestão da qualidade de águas num fórum de diálogo e de colaboração que permitirá impulsionar sinergias e criar oportunidades de iniciativas de Investigação, Desenvolvimento e Inovação na área da Cooperação.

De sublinhar que grande parte dos beneficiários do ‘BlueWWater’ acumulam uma ampla experiência de cooperação transfronteiriça noutros projetos como TEAM Minho, Natura-Minho, MIGRA MIÑO-MINHO, entre outros. Um capital de especialização, capacidades, competências e desenvolvimento de Know-How sustentado num amplo grupo de profissionais de reconhecido prestígio internacional que trabalham de forma colaborativa e sinérgica.




0 comentário

Comentarios


bottom of page