top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Arcos de Valdevez aprova Maior execução da última década

Atualizado: 27 de jun. de 2021

O Município de Arcos Valdevez aprovou prestação de contas de 2020 com a maior execução da última década, superando os 25,8 milhões de euros.



A Autarquia registou um superavit corrente de 5,1 milhões de euros, que permitiu dar cumprimento à regra de equilíbrio orçamental e reforçar a capacidade de investimento nas Grandes Opções do Plano (GOP), encerrando o exercício de 2020 com um saldo de gerência superior a 300 mil euros.

Em 2020 a Autarquia manteve a sua política de rigor na gestão financeira e o objetivo de redução global da dívida. A dívida à banca foi amortizada em 499 mil euros. O Executivo reforçou ainda a liquidez na economia local, reduzindo a dívida a fornecedores em 500 mil euros. Esta redução também se refletiu no prazo médio de pagamentos a fornecedores, que passou de 36 dias em 2019 para apenas 13 dias no final de 2020, contribuindo para a retoma da economia.


No âmbito do combate à Covid-19, o Município e a rede de parceiros têm estado na linha da frente, no apoio às famílias, instituições e empresas, tendo sido investidos, em 2020, cerca de 1 milhão de euros. Merecendo destaque, a linha de apoio às pessoas com necessidades sociais, a distribuição de equipamentos de proteção individual, o pagamento de testes de rastreio à Covid-19, a aquisição de computadores e outros materiais informáticos de apoio ao ensino à distância e os incentivos financeiros às famílias e ao setor comercial e empresarial no âmbito dos programas “Vale de Compras Recontro”, “Vale de Natal”, o PROCOM, entre outros.


A relação de proximidade com os arcuenses e com várias entidades também foi intensificada no âmbito de outros programas e medidas, com um valor superior a 4 milhões de euros, nomeadamente ao nível da parceria com as Juntas de Freguesia, da educação e ação social, do ambiente e segurança e da dinamização da economia e da atividade cultural, desportiva e recreativa.


O investimento global nas GOP foi de 15,1 milhões de euros, assumindo clara preponderância os investimentos nas funções sociais, com 9,6 milhões de euros e nas funções económicas com mais de 3,4 milhões de euros, seguindo-se as transferências para as Juntas de Freguesia, com mais de 1,5 milhões de euros e as funções gerais com 642 mil euros.


Para o Presidente da Câmara, João Manuel Esteves “Este resultado é fruto de uma gestão autárquica responsável e de proximidade, em articulação com as entidades parceiras e os arcuenses, com o objetivo de construir um concelho mais solidário, mais próspero, mais sustentável e com mais oportunidades para todos”.



0 comentário

Comentários


bottom of page