top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Arcos de Valdevez no top dos Municípios do Alto Minho com melhor eficiência financeira

De acordo com o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2022, o Município de Arcos de Valdevez está nos primeiros lugares na lista dos Municípios do Alto Minho, com melhor eficiência financeira, ocupando a 2ª posição nos Municípios de média dimensão e a 3ª posição no conjunto dos 10 Municípios do Alto Minho.




imagem aérea de uma vila com rotunda e árvores e a capa de um livro no canto inferior direito

Em termos nacionais, Arcos de Valdevez ocupa a 74ª posição, no conjunto dos Municípios Portugueses de média dimensão.


O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses apresenta uma avaliação ao desempenho económico, financeiro e orçamental dos 308 Municípios Portugueses, relativa ao exercício económico de 2022.


Foram analisados um conjunto de indicadores como o índice de liquidez, o resultado operacional, o grau de execução da receita e da despesa, o peso do passivo exigível, o índice de dívida total, o prazo médio de pagamentos, entre outros.


De acordo com esta avaliação, "o Município de Arcos de Valdevez apresentou no exercício económico de 2022 uma melhoria geral no conjunto de todos os indicadores, com destaque para o resultado antes de depreciações e gastos de financiamento (EBITDA) positivo, a redução do peso do passivo exigível e do índice de dívida total." De referir ainda que o prazo médio de pagamentos a fornecedores foi de 17 dias.


Em nota de imprensa, a Câmara Municipal realça que "concretizou a maior execução orçamental da última década, no valor de 28 milhões de euros e deu cumprimento à regra de equilíbrio orçamental e aos limites legais de endividamento."


Para o Presidente da Câmara Municipal arcuense, João Manuel Esteves, citado na nota, “Este resultado reflete o esforço do Executivo Municipal na boa gestão das contas e na execução da estratégia de desenvolvimento sustentável para Arcos de Valdevez.”


Este estudo, da responsabilidade do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, do Centro de Investigação em Ciência Política da Universidade do Minho, com o apoio da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) e do Tribunal de Contas, tem-se assumido como uma referência incontornável no panorama autárquico nacional.


O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2022 pode ser consultado aqui.

0 comentário

Comments


bottom of page