top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Arcos de Valdevez vê aprovada candidatura para recolha seletiva de biorresíduos alimentares



Foi aprovada a candidatura do Município de Arcos de Valdevez, no âmbito do programa “RecolhaBio – Apoio à Implementação de Projetos de Recolha Seletiva de Biorresíduos”, do Fundo Ambiental, para desenvolvimento de um projeto-piloto de recolha seletiva de biorresíduos alimentares na área centro urbana do Concelho, informou hoje o município.

O projeto tem como objetivo "reduzir a produção de resíduos indiferenciados através do incentivo à separação da fração de biorresíduos, potenciando o aumento da recolha seletiva de resíduos.", explica o Município de Arcos de Valdevez em comunicado.


Assim, o Município de Arcos de Valdevez pretende "proceder à recolha seletiva, porta-a-porta, de resíduos alimentares para utilizadores não-domésticos, do canal HORECA (estabelecimentos hoteleiros, de restauração e similares), mercado municipal, frutarias, cantinas de escolas e IPSS", esclarecem.


De acordo com a autarquia: "Esta será a primeira experiência no concelho em termos de recolha seletiva de biorresíduos, permitindo assim ao Município definir a melhor estratégia de alargamento do serviço às restantes áreas e população."


O projeto “Restos com Valor”, com implementação prevista a partir do 2.º trimestre de 2023, arrancará com a aquisição de veículo elétrico para recolha de contentores de biorresíduos alimentares", adianta a mesma fonte, e "serão realizadas ações de formação e sensibilização aos responsáveis dos diversos estabelecimentos envolvidos", aos quais serão entregues kits de adesão, compostos por contentor de cor castanha para deposição seletiva de biorresíduos alimentares, bem como folheto informativo com o estabelecimento das regras de utilização.


Com um investimento total de 74.543€ e financiamento na ordem dos 55.413€, "o Município pretende dar assim continuidade à melhoria da prestação de serviços na área da gestão de resíduos, promovendo a valorização dos resíduos enquanto recursos, o aumento da deposição seletiva, a diminuição dos resíduos em aterros sanitários, a redução de gases com efeito de estufa, a promoção da economia circular e a consciencialização dos cidadãos para o impacto ambiental e económico dos resíduos urbanos.", concluem.



0 comentário

Comentarios


bottom of page