top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Autarca destaca trabalho conjunto entre a Câmara e o Estabelecimento Prisional de Viana do Castelo

O Estabelecimento Prisional de Viana do Castelo está a celebrar 75 anos. O Presidente da Câmara Municipal, Luís Nobre, marcou hoje presença na abertura da conferência “A prisão para ser livre”, que integra o programa de comemorações da instituição. Na sessão, onde esteve também o diretor geral de Reinserção e dos Serviços Prisionais e a diretora do estabelecimento com sede em Viana do Castelo, o autarca salientou o trabalho conjunto entre as duas entidades em três dimensões: institucionais, sociais e culturais.



dois homens e uma mulher caminhando por um corredor

“Estamos num momento de celebração e é necessário exortar todas as partes a continuar o trabalho diferenciador e humanista que está e irá permitir transformar, não todos, mas alguns dos utentes do estabelecimento prisional”, salientou Luís Nobre, sublinhando que “celebrar 75 anos é celebrar uma longevidade considerável de uma entidade fechada sobre si, mas com ramos comunicantes com o exterior, nomeadamente a Câmara Municipal”.


De acordo com Luís Nobre, este trabalho tem sido feito em três diferentes dimensões, que podem “induzir alterações e fazer toda a diferença” - social, cultural e institucional - e que pode ser continuado no futuro. A título de exemplo, o autarca revelou que, nos últimos sete anos, foram feitas ações que envolveram 843 reclusos em 52 sessões trabalhadas em conjunto.

cartaz com mãos de um homem a fazer trabalhos em barro

“Temos pela frente o desafio de continuar a trabalhar nesta parceria para que seja transformadora e para contribuir para que haja momentos de capacitação dos cidadãos que estão ao cuidado do Estabelecimento Prisional”, rematou Luís Nobre.


Instalado no edifício da Cadeia Comarcã, construída em finais dos anos 40 do século XX, o Estabelecimento Prisional de Viana do Castelo foi criado em 1973. O Estabelecimento dispõe de gabinete médico, refeitório, lavandaria, parlatório e cantina. Para a prática da atividade desportiva possui dois pátios descobertos. A população prisional é essencialmente constituída por reclusos preventivos à ordem dos Tribunais das Comarcas de Arcos de Valdevez, Caminha, Barcelos, Esposende, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.





0 comentário

留言


bottom of page