top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Câmara de Arcos de Valdevez entregou diplomas a proponentes do Orçamento Participativo Municipal

A Câmara Municipal arcuense levou a cabo mais uma edição do Orçamento Participativo Municipal (OPM). Desta edição resultou o apuramento de 19 propostas para votação, nomeadamente três propostas da área da Cidadania/ Responsabilidade social/Juventude; sete da área da Cultura/Desporto e Bem-estar/ Associativismo; seis da área do Ambiente/ Sustentabilidade; e três da área da Promoção empresarial e territorial.




pessoas com diplomas nas mãos

Após a votação da comunidade, foram selecionados os quatro projetos vencedores, um em cada área de intervenção.


Esta terça-feira, 16 de abril, foi feita uma sessão pública para apresentação dos projetos vencedores e a entrega de certificados de reconhecimento a todos os proponentes. Os projetos selecionados foram Avó Mimosa, o qual promove o cuidado e bem-estar da população mais idosa e isolada, levando até ela um novo serviço de cabeleireiro ao domicílio, e que conta com um valor orçamental de 12.500,00€; foi também selecionado o projeto Eira do Teso do Vale. Trata-se de uma proposta através da qual o Centro Recreativo e Cultural de Vilar de Suente (Soajo) pretende recuperar uma eira emblemática do concelho de Arcos de Valdevez, com a reconstrução de cinco canastros de varas, o registo da população sénior a ensinar a metodologia de construção e memórias associadas a estas estruturas. Este projeto conta com um valor orçamental de 9963,00€; de igual modo foi selecionado o Trilho da Ervideira. Esta proposta foca-se na concretização deste trilho, junto à Estrada Nacional 101, estar-se-á a promover o conhecimento territorial, em regiões mais remotas do concelho. Este projeto conta com um valor orçamental de 12.500,00€; por fim, foi selecionado o projeto CIARA – Centro Interpretativo do Ambiente Rural – Rio Ázere, através do qual se pretende que este Centro Interpretativo seja um baluarte do património coletivo material e imaterial do Rio, encontrando neste espaço a justa homenagem às gentes e à terra. Este projeto conta com um valor orçamental de 12.500,00€.


De lembrar que a Câmara Municipal realizou sessões de participação na Escola de Sabadim; na Casa do Povo de Soajo e na Escola de Távora e na Casa das Artes. O montante anual foi definido em 50.000 euros divididos da seguinte forma: 10.000€ para cada projeto das 4 áreas mencionadas, com os 25% de majoração por candidatura jovem.


O Orçamento Participativo Municipal é uma iniciativa da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, enquadrado na política de participação municipal e que pretende promover uma maior proximidade aos cidadãos, consolidando a sua participação democrática e o envolvimento dos mesmos à causa pública.

pessoas numa apresentação



Comments


bottom of page