top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Caminha: Dragagem do Portinho de Vila Praia de Âncora vai acontecer ainda este verão

Em reunião com o Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Rui Lages, e pescadores do concelho de Caminha, o diretor da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), José Simão, informou que, ainda este verão, será executada a dragagem prevista no âmbito do plano contratualizado, no Portinho de Vila Praia de Âncora.




praia com farol ao fundo e portinho de areia

Numa nota enviada às redações, o Município de Caminha afirma que "Esta é uma excelente notícia para a comunidade de pescadores de Vila Praia de Âncora."


Recorde-se que o plano foi confirmado em julho de 2021 pelo então Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, em visita a Vila Praia de Âncora, dois meses depois de aí ter assumido o compromisso de que seriam realizadas dragagens regulares no Portinho, até que seja encontrada uma solução estrutural. "O compromisso consta do Contrato Plurianual de Dragagens dos Portos do Norte, no valor de 4,12 milhões de euros, que contempla outros portos também, mas que permite entre 2021 e 2023 dragar 80 mil m3 de areia", especifica nota da autarquia.


Entretanto, a solução estrutural também evoluiu e, como foi anunciado no final de janeiro de 2022, a Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), em coordenação com a Câmara Municipal de Caminha, deslocaram-se a Vila Praia de Âncora para reunir com pescadores na sede da Associação de Pescadores Profissionais e Desportivos daquela localidade. Uma das questões tratadas foram os pressupostos e soluções do estudo de reconfiguração do Portinho de Vila Praia de Âncora, um objetivo antigo dos pescadores e do Município. "O objetivo do trabalho entregue aos especialistas é propor uma nova configuração para o porto de Vila Praia Âncora de forma a minimizar as condições de assoreamento, reduzir substancialmente as necessidades de dragagem de manutenção, e, sobretudo, melhorar as condições de segurança para as embarcações no acesso ao porto", conclui.






0 comentário
bottom of page