top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Caminha leva CA Vilar de Mouros à Bolsa de Turismo de Lisboa

O concelho de Caminha vai estar presente na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa com o foco num evento muito especial, o Festival CA Vilar de Mouros, que decorre nos dias 21, 22, 23 e 24 de agosto na emblemática aldeia caminhense. A apresentação do Festival na BTL designadamente da edição 2024, está marcada para 3 de março, domingo, pelas 15h00.




5 homens vestidos de cabedal e roupas pretas

Caminha disponibilizará também aos visitantes da feira de turismo material de promoção diverso, destacando o destino Caminha neste importante certame. A BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa é a maior feira de turismo do país, contando com organização da Fundação AIP. Começa hoje, 28 de fevereiro, na FIL, e estende-se até 3 de março.


"Dias depois de ser tornada pública a primeira confirmação do CA Vilar de Mouros para 2024: “Queens of the Stone Age”, a organização promete boa música e muitas novidades para a tarde de domingo na BTL, em Lisboa, estando desde já garantida uma extraordinária visibilidade", adianta a autarquia em nota de imprensa.


A edição 2024 do mais antigo e prestigiado festival da Península Ibérica arranca assim da melhor maneira, anunciando para a abertura do festival uma das melhores bandas de rock dos nossos tempos. Agora é só esperar até domingo para conhecer mais novidades.


“Desde que trouxemos de volta o nosso Festival, em 2014, temos vindo a dar passos firmes na sua consolidação e na recuperação do prestígio de que somos herdeiros e que temos o dever de honrar. No ano passado recebemos 70 mil pessoas no recinto e tivemos um dia esgotado. Sucesso foi a palavra mais repetida nos media. Ninguém já duvida que o Festival de Vilar de Mouros está para ficar e reconquistou o lugar que é o seu. Temos um grande Festival, uma marca que é um orgulho. Temos os parceiros certos, profissionais reconhecidos no mercado, que, com a Câmara e com a Junta de Freguesia, não baixam os braços. E vamos ter, este ano, uma grande edição, tenho a certeza”, sublinha o Presidente da Câmara de Caminha, Rui Lages.  


O autarca afirma também a importância da presença na BTL, destacando o enorme alcance que o certame sempre consegue. “Em 2003, falou-se de 63 mil visitantes na BTL A esses há a juntar o efeito multiplicador e a presença dos media. É uma visibilidade que nos vai ajudar a ir ainda mais longe, em agosto, quando montarmos o nosso palco e virmos a magia a acontecer, as pessoas a chegar, de todas as idades, de todas as nacionalidades, de diferentes gerações e vivências. Há um ADN que nos distingue, que nos torna únicos. Na FIL, vamos partilhar o nosso entusiasmo, alguns dos nossos planos, com quem eventualmente ainda não nos conhece e reforçar laços”, diz ainda Rui Lages. 

   

A BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que regressa hoje aos pavilhões da FIL – Parque das Nações, conta com 400 expositores de mais de 1400 empresas e entidades turísticas.


A presença de Caminha decorre no quadro de “Amar o Minho”. No stand dedicado à região, promete-se “um ambiente de variedade, multiplicidade e diversidade que o fará sentir no Minho. Um território de cultura e património, de afetos e acolhimento, de natureza e paisagem, de festa e tradição. A região do Minho é uma das mais diversificadas na oferta aos turistas, proporcionando uma experiência completa a quem a visita. Aproximar esse potencial turístico aos mercados e agentes do setor turístico é essencial para o desenvolvimento e o crescimento da região e um dos principais objetivos da presença na BTL”.


O stand do “Amar o Minho” estará situado no stand n.º 1C03, integrando o espaço da ETPNP - Entidade do Turismo do Porto e Norte de Portugal, e terá um espaço de 108m2, “mais do dobro do espaço quando comparado com participações anteriores, onde serão destacados os principais fatores que identificam e distinguem este território, afirmando esta região como um destino turístico de autenticidade e acolhimento. Natureza, Enogastronomia, Património e Cultura, Eventos e Tradições, Saúde e Bem-estar, Aldeias, Solares e Jardins, são produtos estratégicos que o Minho pretende realçar na diversidade do seu território composto por 24 municípios unidos numa presença exclusiva”, refere a organização.



0 comentário

Comentários


bottom of page