top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

"Censos Sénior 2023": GNR sinalizou mais de 44 mil idosos a viver sozinhos ou isolados

Desde 2011 que a Guarda Nacional Republicana (GNR) realiza a operação "Censos Sénior" no país, durante o mês de outubro, com vista a atualizar a sinalização geográfica dos idosos que vivem sozinhos ou isolados. Na edição de 2023 da Operação “Censos Sénior”, a Guarda sinalizou 44.114 idosos a viver sozinhos e/ou isolados.




casal de idosos conversando num banco de jardim com militar da GNR

Como habitualmente, na Operação “Censos Sénior”, a Guarda realizou ações de patrulhamento e de sensibilização à população mais idosa, com o objetivo de "sensibilizar para comportamentos de autoproteção de segurança e reforçar o sentimento de segurança." Em comunicado, a GNR informa que, em 2023, foram realizadas 304 ações em sala e 2651 ações porta a porta, abrangendo um total de 24.978 idosos.


A Operação "Censos Sénior" decorreu durante todo o mês de outubro, tendo a Guarda sinalizado 44.114 idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, ou em situação de vulnerabilidade, em razão da sua condição física, psicológica, ou outra que possa colocar em causa a sua segurança.


"Durante a operação, os militares realizaram uma série de ações que privilegiaram o contacto pessoal com as pessoas idosas em situação vulnerável, no sentido de sensibilizarem e alertarem este público-alvo para a adoção de comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente em situações de violência, de burla e furto", explica a GNR.


Geograficamente, concelho onde se registou mais idosos em situação de vulnerabilidade foi a Guarda (5477), seguido de Vila Real (5360) e Viseu (3528). O Porto foi onde se registou menos idosos a viver sozinhos ou isolados (826).


A GNR garante que "continuará a acompanhar os idosos sinalizados, através de visitas regulares às suas residências, no sentido de realizar mais ações de sensibilização e fazer a avaliação da sua segurança, colaborando com as demais entidades locais, na procura da melhor qualidade de vida da população idosa, em especial dos mais vulneráveis."





0 comentário

Comments


bottom of page