top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Centro Qualifica de Cerveira passa a funcionar nas instalações do Centro de Cultura de Campos



Crescente dinâmica da zona industrial de Cerveira motiva novo espaço para alavancar resposta do programa Qualifica.


Além de promover formações, de desenvolver processos de reconhecimento, validação e certificação de competências e de garantir informação, orientação e encaminhamento profissional, o Programa Qualifica tem uma grande especificidade no concelho de Vila Nova de Cerveira que se prende com a comunidade de imigrantes a frequentar o curso de Português Língua de Acolhimento (PLA), nível A1 e A2.


Tendo em conta a crescente dinâmica da zona industrial e do papel fulcral da educação e da formação para a promoção de uma verdadeira integração social e de uma maior empregabilidade, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira está, por isso, a potenciar uma ação integrada e coordenada com mais três parceiros - Centro Qualifica do Agrupamento de Escolas das Muralhas do Minho (Valença), o Centro de Cultura de Campos e a União de Freguesias de Campos e Vila Meã -, de forma a contribuir para a melhoria dos níveis de qualificação da população em geral, não descurando as especificidades da grande comunidade de imigrantes existente no concelho.


Assinatura do Protocolo de Colaboração entre as quatro entidades

O Protocolo de Colaboração entre as quatro entidades, assinado, ontem, 22 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, da Coordenadora do Centro Qualifica, Eugénia Sobreiro, do Diretor do Centro de Cultura de Campos, Mário Luís Afonso, e do Presidente da União de Freguesias de Campos e Vila Meã, Joaquim Hilário, surge como resposta às reais necessidades de alargamento da oferta formativa e educativa potenciada pelo Centro Qualifica.


Esta nova dinâmica impõe um novo espaço de funcionamento, com uma capacidade de acolhimento mais flexível e que fosse próximo da área industrial, por isso, o Centro Qualifica passará a funcionar nas instalações do Centro de Cultura de Campos, permitindo acompanhar a intensa atividade laboral dos polos da Zona Industrial e impulsionar o bem-estar socioeconómico dos Cerveirenses, residentes e daqueles que escolhem Vila Nova de Cerveira para viver e trabalhar.


Para o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, “o Centro de Apoio às Empresas já não estava a garantir a logística necessária para fazer face ao número crescente de turmas e de pedidos de formações, pelo que encontramos no Centro de Cultura de Campos uma boa solução, corroborada pelo interesse e disponibilidade da sua direção”. O autarca cerveirense não tem dúvidas de que “o envolvimento de quatro entidades em prol deste desafio é revelador da importância da aprendizagem ao longo da vida e vai auxiliar a melhoria das qualificações pessoais e profissionais, contribuindo decisivamente para a sua integração plena no mercado de trabalho, ascensão na carreira e/ou reconversão profissional, assegurando a valorização do desenvolvimento económico-social do concelho”, sublinha.


Neste momento, cerca de 60 imigrantes a trabalhar na Zona Industrial, oriundos de países como Bangladesh, Índia, Paquistão e Reino Unido, estão a aprender Português, numa ação de integração social que começou com uma turma de 20 pessoas e que rapidamente foi alargada a três turmas, perspetivando-se um crescimento no futuro próximo, informa o município.

O presente protocolo entra em vigor a 1 de março e tem uma duração de um ano, renovável por iguais períodos.




0 comentário

Comentários


bottom of page