top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Cerveira aborda a origem do burgo e exibe Conta Suevo-Visigótica no Dia dos Centros Históricos

Integrada no projeto ‘Quintas Patrimoniais’, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira promove uma conferência dedicada à temática da origem do burgo, com o ilustre Prof. Doutor Carlos Brochado de Almeida, além de apresentar a Conta Suevo-Visigótica, numa das suas raras aparições públicas, dado o valor histórico. A iniciativa decorre na terça-feira, 28 de março, por forma a assinalar o Dia Nacional dos Centros Históricos.





conta de ouro, em fundo preto

Sob proteção do Castelo D. Dinis surgiu, no século XIV, o pequeno burgo de Vila Nova de Cerveira que corresponde hoje ao centro histórico, demarcando-se um novo paradigma na história dos cerveirenses e, sobretudo, da sua identidade. O núcleo urbano histórico de Vila Nova de Cerveira é enaltecido pela existência de uma harmonização entre o valioso legado patrimonial e as marcas que alguns dos mais importantes episódios da história nacional deixaram. Com o intuito de potenciar a defesa, valorização e revitalização do centro histórico, Vila Nova de Cerveira aderiu à Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico (APMCH).

O prestigiado Prof. Doutor Carlos Brochado de Almeida é o orador convidado desta conferência, pelo seu vasto conhecimento sobre o património cerveirense, concretizado em várias publicações, mas também pela sua experiência e forte ligação a Vila Nova de Cerveira, que remonta já há década de 80, quando liderou os trabalhos arqueológicos efetuados na estação do Forte de Lovelhe.

Foi no decorrer de uma escavação arqueológica, em 1985, sobre uma faixa de térreo situada entre a estrada que faz ligação à marina e o muro da Quinta do Forte, que foi encontrada a Conta Suevo-Visigótica. Com cerca de 3cm de comprimento por 1.5cm de largura, a conta tem uma forma bitroncocónica e pesa 8.5g, de 95% de ouro, sendo os restantes 5% de prata e ferro, numa distribuição muito irregular.

Dada a sua raridade, este Tesouro Nacional - de valor histórico incalculável – pode ser contemplado no final desta conferência, entre as 12h30 e as 14h00, numa das suas raras aparições públicas. Os paralelos mais aproximados que se conhecem são duas Contas de brincos enfiados num fio torso de ouro procedentes de Daganzo de arribas (Madrid), depositadas no Museu Nacional de Arqueologia e datadas do seculo VI e outros semelhantes provenientes da Torre Dondimen e depositadas no Museu Arqueológico de Barcelona.

O objetivo das ‘Quintas Patrimoniais’ é dar a conhecer a história e a riqueza patrimonial dispersa pelo concelho, contribuindo para a sua preservação e valorização. "A origem do burgo" é o segundo encontro associado ao projeto agendado, a título excecional, no dia 28 de março, terça-feira, às 10h30, no Auditório da Biblioteca Municipal, assinalando também o Dia Nacional dos Centros Históricos.

A entrada é livre, limitada à lotação do espaço.




0 comentário

Commentaires


bottom of page