top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

CIM Alto Minho apresentou Plano de Desenvolvimento Social e Carta Social do Alto Minho



Teve lugar ontem, 8 de novembro, a reunião plenária para apresentação do Plano de Desenvolvimento Social e da Carta Social Intermunicipal do Alto Minho, no âmbito do projeto "Alto Minho + Inclusivo", promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho). A sessão contou com mais de 50 participantes, entre parceiros do projeto e entidades da plataforma supraconcelhia que atuam no setor social.

O projeto “Alto Minho + Inclusivo”, promovido pela CIM Alto Minho em parceria com os municípios do Alto Minho e a ULSAM - Unidade Local Saúde Alto Minho, "apoiou a realização de documentos estratégicos e intervenções locais integradas de inovação e experimentação social e de animação territorial, como forma de contribuir para a promoção da inclusão social.", refere a CIM Alto Minho em comunicado, acrescentando que o projeto se encontra "em fase final de execução".


De acordo com a nota de imprensa, até ao passado mês de outubro, foram desenvolvidas diversas atividades com o apoio dos parceiros, das quais, a CIM Alto Minho destaca "a elaboração de instrumentos de planeamento para o próximo quadro comunitário, nomeadamente o Diagnóstico Social, o Plano de Desenvolvimento Social e a Carta Social."


"O Plano de Desenvolvimento Social e a Carta Social Intermunicipal do Alto Minho são instrumentos de diagnóstico e de planeamento estratégico e ordenamento prospetivo da rede de serviços e equipamentos sociais ao nível supramunicipal", que visam, face às necessidades diagnosticadas, "a adequação, otimização e racionalização dos serviços existentes e previstos e a coerência no planeamento do alargamento da rede", sendo, ainda, "elementos fundamentais de apoio à decisão pública em matéria de criação ou desenvolvimento de serviços e equipamentos sociais", por forma a garantir uma rede de serviços e equipamentos adequadamente dimensionada e distribuída e que responda às carências e problemáticas sociais diagnosticadas.


No âmbito deste projeto, acrescentam, "foram ainda realizadas intervenções locais de inovação, de experimentação social e de animação territorial, para dar resposta às debilidades referenciadas no território, através de iniciativas de envelhecimento ativo, igualdade de género, inclusão social, prevenção de doenças, formação e capacitação da população."

O projeto “Alto Minho + Inclusivo”, cofinanciado pelo PO Norte 2020, através do Fundo Social Europeu, envolveu mais de 90 instituições do Alto Minho e mais de 400 participantes em sessões de discussão e partilha de informação na área social do território do Alto Minho, ações de sensibilização e workshops, procurando, assim, consolidar parcerias no domínio da inclusão social e potenciar sinergias e complementaridades com outras iniciativas em curso.




0 comentário

Comments


bottom of page