top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

CIM Alto Minho participou nas jornadas do projeto FIREPOCTEP+ em Bruxelas

A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) marcou presença nas jornadas de arranque do projeto FIREPOCTEP+, que decorreu em Bruxelas (Bélgica), durante os dias 22, 23 e 24 de janeiro, reunindo numa primeira missão de trabalho os 15 parceiros deste projeto de cooperação transfronteiriça.





homens e mulheres segurando bandeiras da UE, de Portugal, de Espanha e do projeto Fire Poctep+

A iniciativa, promovida pelo parceiro Fundação Finnova, arrancou na segunda-feira, dia 22, com a primeira reunião técnica dos grupos de trabalho (GT), que teve como objetivo definir os próximos passos do FIREPOCTEP+. Os coordenadores de cada atividade apresentaram as principais ações a desenvolver, os objetivos, os resultados e o planeamento anual para 2024.

 

Durante a tarde do mesmo dia, os beneficiários participaram na jornada de networking, em conjunto com o projeto ERASMUS+ SETOFF, sobre o intercâmbio de boas práticas na gestão de riscos florestais.

 

Na terça-feira de manhã, o consórcio visitou o Centro de Coordenação de Resposta de Emergência da União Europeia (ERCC). Ali, especialistas em gestão de emergências explicaram aos beneficiários do FIREPOCTEP+ o protocolo de resposta a incêndios florestais e as ações realizadas neste domínio durante 2023.

 

FÓRUM “FIREFIGHTING INTERREG LEGACY"


Em colaboração com o projeto SETOFF EU, realizou-se o fórum "FIREFIGHTING Interreg Legacy", com o objetivo de partilhar os resultados do 1.º "Congresso Ibérico de Áreas de Gestão Estratégica #FIREPOCTEP, realizado em outubro de 2022, e discutir o futuro da cooperação europeia.

 

Jean-Pierre Halkin, Head of Unit da DG REGIO (Comissão Europeia), e Simona Pohlová, Deputy Head of Unit da mesma instituição, participaram na sessão com uma apresentação sobre o papel e a importância do programa Interreg no desenvolvimento de projetos transfronteiriços. Belén Muñoz Briongos, assessora Técnica para a Cooperação Territorial Europeia do Ministério da Hacienda espanhol, explicou as possibilidades de financiamento europeu através do programa Interreg disponíveis para Espanha.

 

VISITA À NATO E AO PARLAMENTO EUROPEU


No último dia da missão, no dia 24, os parceiros do FIREPOCTEP+ visitaram a sede da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e reuniram-se com Irina Novakova, diretora do Centro Euro-Atlântico de Coordenação da Resposta a Catástrofes, e Katrien Vanhamme, que apresentou o protocolo de ação da organização e os principais mecanismos de ação em caso de emergência.

 

Participaram também numa conversa com Khan Jahier, Staff Officer da Divisão de Resiliência da NATO, que descreveu a história e o crescimento da instituição e as principais operações atualmente em curso. A missão deste projeto em Bruxelas culminou com uma visita ao Parlamento Europeu.

grupo de pessoas em visita às instalações da NATO/OTAN

O projeto FIREPOCTEP+ (Paisagem resiliente face a grandes incêndios florestais: resposta a emergências, melhoria da interoperabilidade e reforço das capacidades operacionais e sociais face às alterações climáticas), cofinanciado pela União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito do Programa de Cooperação Transfronteiriça Interreg VI-A Espanha-Portugal 2021-2027 (POCTEP), é um exemplo de cooperação transfronteiriça, empenhada na preservação do ambiente e no crescimento socioeconómico das regiões envolvidas.

 

Liderado pela Universidade de Vigo, possui um orçamento de 3,3 milhões de euros para três anos, visando fortalecer os sistemas de prevenção e combate a incêndios florestais na região transfronteiriça entre Espanha e Portugal, conhecida como La Raya.




 

0 comentário
bottom of page