top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Contas de 2022 da CIM Alto Minho com saldo positivo de 412 mil euros

Reunida no passado dia 21 de abril, em Vila Nova de Cerveira, a Assembleia Intermunicipal da CIM Alto Minho aprovou, por unanimidade, o relatório de gestão e contas referente ao ano de 2022, que apurou um resultado líquido positivo de 412 mil euros.




duas mesas com pessoas discursando para um anfiteatro

Para este valor, diz a CIM Alto Minho em nota de imprensa, "contribuiu um total de rendimentos na ordem dos 3,2 milhões de euros e um montante global de gastos de 2,8 milhões de euros."

De entre as realizações mais marcantes no ano de 2022, a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho destaca a operacionalização do “Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial (PDCT) “Alto Minho 2020”, no qual está previsto um montante global de investimento na ordem nos 58,9 milhões de euros. Neste ponto, salienta também a "aprovação e contratação de 23 operações, com um investimento total elegível que ascendeu aos 5.137.087€ (valor FEDER de 3.378.322€), assim como o nível da execução dos recursos financeiros (Fundo FEDER e FSE) alcançados em 2022 atingindo-se uma taxa de 84,9 % em dezembro de 2022, colocando a CIM Alto Minho, enquanto organismo intermédio de gestão do PDCT, com a melhor taxa de execução da região Norte (a média do Norte ficou em 74,40%)."

De acordo com a nota, o ano 2022 ficou ainda marcado pela concretização de outros importantes investimentos. No âmbito do PROVERE Minho Inovação, desenvolvido em parceria entre as CIM do Alto Minho, do Cávado e do Ave, as Associações de Desenvolvimento Local (ADL) e as principais instituições do sistema científico e tecnológico do Minho, além da consolidação da concretização dos projetos âncora desta Estratégia de Eficiência Coletiva orientada para a valorização dos recursos locais e ativos territoriais do Minho, "foi possível colocar no terreno o reforço em mais 6,1 milhões de euros de investimento, fazendo com que o montante global de investimento previsto atinja os de 19,5 milhões de euros para os 24 municípios que integram esta estratégia na sub-região do Minho."

mulher de casaco cor de rosa, sentada a uma mesa, e ao lado,  dois homens sentados. Bandeiras atrás

No âmbito das políticas sociais de inclusão, a CIM Alto Minho destaca a execução dos projetos “Alto Minho + inclusivo”, que visa “promover a inclusão social no Alto Minho através da dinamização de iniciativas de inovação e experimentação social e de animação territorial”, em conjunto com os 10 municípios do Alto Minho e a ULSAM; “Inclusão ativa de grupos vulneráveis - Cultura para Todos”, que tem como objetivo a estruturação, dinamização e capacitação de uma rede de cooperação envolvendo as entidades locais de apoio social e cultural, tornando as manifestações culturais mais inclusivas e acessíveis e tendo como beneficiários diretos os públicos com necessidades especiais, atendendo às suas caraterísticas - motoras, visuais, auditivas, cognitivas e outras; e a dinamização de uma campanha de angariação de bens para a Ucrânia, juntamente com os municípios, o CDOS (Comando Distrital de Operações e Socorro) de Viana do Castelo e o Banco Alimentar de Viana do Castelo, com mais de 19 toneladas de bens essenciais recolhidos.

pessoas sentadas a uma mesa, fazendo apresentação em tela na parede

Regista ainda a execução e conclusão de projetos nos domínios da Cultura e Criatividade, Património Natural, Náutica e Turismo Sustentável, de que são exemplo: CultRing; CHERISH; “De Repente Canta a Gente”; “RIMA - Rede Intermunicipal de Música & Arte”; Aldeias do Alto Minho Walking & Cycling, que permitiu a qualificação das experiências Walking & Cycling num conjunto de aldeias localizadas no Alto Minho; Alternativa Azul, aprovado no âmbito do programa Crescimento Azul do EEA GRANTS Portugal; bem como a consolidação da Estação Náutica do Alto Minho, cujos principais objetivos são a estruturação da oferta de atividades de mar e rio e a promoção do Alto Minho no panorama nacional e internacional como um destino náutico sustentável. Destaca ainda, a renovação do galardão de destino sustentável, pelo trabalho que a CIM Alto Minho tem vindo a desenvolver no território do Alto Minho em prol do turismo sustentável.

Ao nível da Autoridade Intermunicipal de Transportes do Alto Minho e do seu Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável, a CIM realça a "recolha de parecer prévio vinculativo por parte da AMT viabilizando assim os elementos necessários para o lançamento do concurso de prestação de serviços da rede de transportes do Alto Minho."

No âmbito da proteção civil e riscos do Alto Minho, além da concretização do projeto “Alto Minho ADAPT - Plano Intermunicipal de Adaptações Climáticas do Alto Minho”, no qual foi produzida uma estratégia regional de mitigação e adaptação à mudança climática, foi possível progredir igualmente nos níveis de realização dos projetos “Protec|Georisk: Alto Minho 2020”, destacando-se a conclusão da plataforma colaborativa sub-regional WEBGIS, que reúne e opera dados espaciais; Controlo Vespa 2.0| Estratégia de Prevenção e Controlo da Vespa velutina nos Ecossistemas do Alto Minho, com diversas ações de capacitação nos municípios do Alto Minho; e ainda a participação nos briefings semanais promovidos pelo Comando Distrital de Operações de Socorro de Viana do Castelo, e o acompanhamento da evolução da seca no Alto Minho. Destaque igualmente para a realização dos projetos “Alto Minho – School 4All”, “EGOV Alto Minho 2020”; “BIG Data 4 RIVERS - Melhorar a qualidade da água dos rios europeus através de políticas inteligentes de gestão da água”; e “RecolhaBio - Apoio à implementação de projetos de recolha seletiva de biorresíduos”, envolvendo os 10 municípios do Alto Minho, numa iniciativa promovida pelo Fundo Ambiental, de apoio à implementação de projetos de recolha seletiva de biorresíduos.


Ao nível da Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial “Alto Minho 2030”, a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho destaca "a aprovação e apresentação da Estratégia e Plano de Ação “Alto Minho 2030”, documento que se pretende que venha a constituir o referencial base dos principais projetos e ações a desenvolver no próximo período de programação (21-27)."




0 comentário

Comments


bottom of page