top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

"Corajoso povo da Ucrânia" recebeu Prémio Sakharov 2022



O Prémio Sakharov 2022 do Parlamento Europeu foi atribuído ao corajoso povo da Ucrânia, numa cerimónia que decorreu hoje, 14 de dezembro. O povo ucraniano foi representado pelo seu presidente, Volodymyr Zelensky, os líderes eleitos e a sociedade civil na cerimónia que decorreu em Estrasburgo.

A guerra de agressão não provocada da Rússia contra a Ucrânia, iniciada em fevereiro deste ano, tem infligido enormes custos ao povo ucraniano, que continua a lutar para proteger as suas casas, a soberania, a independência e a integridade territorial. Todos os dias, os cidadãos ucranianos lutam ainda pela liberdade, pela democracia, pelo Estado de direito e pelos valores europeus.

Ao conceder o prémio, a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, destacou a coragem e os sacrifícios do povo ucraniano: "A mensagem da Europa foi clara: nós estamos com a Ucrânia. Não vamos olhar para o outro lado. O povo ucraniano não só está a lutar uma guerra pela independência, mas uma guerra de valores. Os valores subjacentes à nossa vida na União Europeia, que assumimos como um dado adquirido."

Depois de pedir a todos os presentes um minuto de silêncio em nome de todos os homens,

mulheres, crianças, militares e civis ucranianos que padeceram na guerra, o presidente da

Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse: "Temos de agir agora, não podemos esperar pelo fim da guerra para levar perante a justiça todos aqueles que prevaricaram e para evitar a repetição de agressões. Será a proteção mais eficaz da liberdade, dos direitos humanos, do Estado de direito e outros valores comuns que estão presentes neste Parlamento através do Prémio Sakharov."


Dirigindo-se ao Parlamento Europeu através de uma ligação por vídeo, Zelensky solicitou ainda o apoio de um tribunal internacional para levar à justiça os crimes cometidos pela Rússia.

Marcaram presença na cerimónia de entrega do Prémio Sakharov 2022, Oleksandra Matviychuk - advogada de direitos humanos, presidente da organização Centro pelas Liberdades Civis, que faz parte dos vencedores do Prémio Nobel da Paz de 2022; Yulia Pajevska - fundadora da unidade médica de evacuação "Anjos de Taira" (Angels of Taira em inglês); Ivan Federov - presidente da câmara da cidade de Melitopol; Olekssandr Chekryhin e Stanislav Kulykivskyi - representantes dos Serviços de Emergência do Estado (SES); Yaroslav Bozhko - Movimento de Resistência Civil da Fita Amarela (“The Yellow Ribbon Civil Resistance Movement”).



Prémio Sakharov do Parlamento Europeu

O Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento é atribuído anualmente pelo Parlamento Europeu. Foi criado em 1988 para homenagear indivíduos e organizações que defendem os direitos humanos e as liberdades fundamentais. Deve o seu nome ao físico e dissidente político soviético Andrei Sakharov. Consiste num certificado e num prémio de um valor de 50 000 euros.


Em 2021, o Parlamento atribuiu o prémio ao líder da oposição russa Alexei Navalny.





0 comentário

Comments


bottom of page