top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Empresários aprendem diferenças fiscais entre Portugal e Espanha em encontro transfronteiriço

Cerca de duas dezenas de empresários marcaram presença no primeiro encontro transfronteiriço de networking do Mercatus - Agrupamento Europeu de Interesse Económico Transfronteiriço, sobre o tema "Fiscalidade no Norte de Portugal e Galiza", que decorreu em A Guarda, esta quinta-feira, dia 23 de novembro.




pessoas sentadas em cadeiras assistindo a uma conferência

Este encontro permitiu a exposição de conhecimentos sobre fiscalidade entre estes dois territórios, com informações úteis aos empresários de como se devem comportar neste campo e o que devem esperar do futuro, em ambos os países. Além disso, através da presença de peritos na área da fiscalidade, os empresários ficaram a conhecer as diferenças entre Portugal e Espanha, quais as vantagens e desvantagens de cada um destes países, condições de fixação das empresas e também os incentivos fiscais existentes para trabalhadores transfronteiriços.


Para o presidente da Confederação Empresarial do Alto Minho (CEVAL), Luís Ceia, o trabalho do Mercatus, enquanto Agrupamento Europeu de Interesse Económico demonstra, à partida, que quer ajudar os empresários e empreendedores dotando-os de capacidades que os torne mais resilientes, num mercado atual tão competitivo. "Sabemos que as empresas e os empresários precisam de apoio em várias matérias específicas que são fundamentais para impulsionar a sua capacidade competitiva e de fixação no mercado", afirma o presidente CEVAL, acrescentando que este tipo de sessões vão continuar a acontecer já no próximo ano, em várias localidades, entre Portugal e Espanha, promovendo assim a troca de conhecimentos e de contactos entre agentes fundamentais para o desenvolvimento desta eurorregião.

três homens presidindo a uma reunião

Recorde-se que o Mercatus foi lançado no passado mês de outubro e tem como propósito estimular relações que promovam o desenvolvimento económico entre estas duas regiões, assim como facilitar ou desenvolver a atividade económica dos seus membros e melhorar ou aumentar os resultados desta atividade.


Com o Mercatus está prevista a realização de um conjunto de atividades, de forma a garantir a prossecução das linhas orientadoras que sustentaram a criação deste Agrupamento, tais como:


  • Potenciar as atividades dos seus membros, associados, parceiros e empresas no espaço da Eurorregião – Galiza | Norte de Portugal;

  • Estimular o desenvolvimento económico da eurorregião;

  • Desenvolver o potencial transfronteiriço das empresas;

  • Potenciar oportunidades económicas;

  • Caracterizar a economia da região;

  • Fomentar o empreendedorismo;

  • Promover a digitalização e a eficiência energética;

  • Proporcionar oferta formativa adequada ao mercado;

  • Complementar a oferta e procura conjunta nos mercados internacionais;

  • Participar em projetos transfronteiriços;

  • Promover ações de networking empresarial;

  • Realizar missões empresariais conjuntas e ações de Benchmarking internacional;

  • Conhecimento da oferta económica da região;

  • Procurar financiamento para desenvolver os objetivos acima mencionados e participar com terceiros em qualquer projeto que integre as missões expostas.

Desta forma, conclui, o Mercatus – Agrupamento Europeu de Interesse Económico Transfronteiriço entre a Galiza e o Norte de Portugal pretende trabalhar numa economia sem fronteiras.






0 comentário

Comments


bottom of page