top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

“Famílias” sobe ao palco do Teatro Municipal Sá de Miranda, este sábado, em Viana do Castelo

O Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana (TN-CDV) estreia, este sábado, 30 de setembro, o espetáculo “Famílias”. Dirigido para público infantojuvenil, a peça com encenação de Catarina Requeijo, sobe ao palco da Sala Experimental do Teatro Municipal Sá de Miranda, às 17h00, em Viana do Castelo.




três pessoas em palco, uma lendo um livro, outra brincando com um carrinho e outra a dobrar roupa

“Há famílias que se escondem. Há famílias que ocupam pouco espaço. Há famílias pequenas. Há famílias grandes. Há famílias em que vivem todos juntos. Há famílias que só se encontram no Natal. Há famílias que não têm filhos. Há famílias só com a mãe e famílias só com o pai. Há famílias com duas mães e famílias com dois pais. Todas as famílias são especiais e nenhuma é perfeita.”


A peça mostra ao público que há famílias para todos os gostos. Através de um cenário dinâmico e do contacto com vários objetos, Ana Valente (Ana), Ana Leppänen (Sara) e Francisco Lima (Chico), interpretam os papéis de uma família como tantas outras, com situações e dúvidas com que cada um de nós, certamente, já se identificou.

três pessoas em palco, junto a uma mesa com chaleiras e canecas e um biombo atrás
Francisco Lima, Ana Valente e Ana Leppänen dão vida a esta família

“A minha ideia inicial quando comecei a pensar neste projeto era que qualquer criança sentada na plateia, por mais bizarra que fosse a sua família, conseguisse vê-la em palco”, começa por explicar a encenadora Catarina Requeijo, em conversa com os jornalistas no ensaio do espetáculo, sublinhando que “queria alargar o conceito de família e nunca impor” [uma definição].


“Fizemos um trabalho, aqui, em junho, de residência, em que lemos muitos desses livros que falam de várias famílias, trouxemos muito material pessoal; pedi aos atores e à cenógrafa [Ana Limpinho], que trouxessem fotografias de família, objetos de família, histórias, receitas de família, fomos trocando informações e memórias…”, descreve Catarina Requeijo, contextualizando o processo criativo de “Famílias”.

três pessoas segurando uma moldura para tirar uma foto

O espetáculo estreia este sábado, marcando assim a rentrée da companhia vianense, no âmbito do teatro escolar. Após a estreia no Teatro Municipal Sá de Miranda, “Famílias” estará em circulação, de 2 a 27 de outubro, de forma gratuita pelos estabelecimentos públicos do pré-escolar do concelho de Viana do Castelo, para um universo de mais de mil crianças numa parceria com a Câmara Municipal, e apoio da Direção-Geral das Artes.

seis pessoas em palco, posando para a foto
Diretor artístico do TN-CDV com o elenco, encenadora e cenógrafa

De acordo com o Diretor Artístico do TN-CDV, Ricardo Simões, “o projeto foi pensado para corresponder àquelas que são as preocupações e os investimentos da Câmara Municipal na área da Educação, e só isso faz com que seja possível levar este espetáculo a - se cumprir a média que foi feita o ano passado -, entre 35 a 40 representações apenas no concelho de Viana do Castelo.”


Depois das visitas às escolas, haverá sugestões de leitura para os educadores praticarem com as crianças, permitindo manter, assim, uma relação mais constante com o trabalho que é feito no teatro.


A comunidade escolar ainda se pode inscrever através do Formulário de Inscrição, disponível em www.tmsm.pt.


Famílias é a 155ª criação do Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana e conta com interpretação de Ana Valente, Anna Leppänen, Francisco Lima, cenografia e figurinos de Ana Limpinho, desenho de luz de Nuno Almeida e sonoplastia de Adriel Filipe.




0 comentário

Comments


bottom of page