top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Investimento de 4 milhões de euros vai construir 16 Km de rede de distribuição de gás em Coura



O projeto da Portgás representa um investimento total de 4 milhões de euros, inclui a construção de 16 quilómetros de rede e prevê a ligação de cerca de 1000 clientes domésticos até 2025.

Em comunicado, o Município de Paredes de Coura informou hoje que "está concretizada a ligação do primeiro cliente doméstico à rede de distribuição de gás em Paredes de Coura".

O primeiro cliente é residente na Rua Doutor Narciso Alves da Cunha, numa operação que tem "prevista até final do ano a ligação de mais vinte clientes domésticos à rede". "A disponibilização da rede de gás a um cliente industrial de referência, a fábrica de vacinas Zendal, foi o fator-chave para a concretização do projeto de abastecimento do concelho.", revelam.


A rede de distribuição que assegura o fornecimento de gás natural, adiantam, "permitirá distribuir energia de fontes renováveis, como o hidrogénio e o bio metano", a todos os clientes, dos domésticos aos industriais, com elevados padrões de qualidade de serviço.


COURA ACELERA TRANSIÇÃO ENERGÉTICA


Recorde-se que em julho, o Município de Paredes de Coura assinou um protocolo com a Portgás para acelerar a transição energética no concelho, traduzindo-se na construção de redes aptas a receber gás de origem renovável.


"O acordo estabelece medidas de colaboração no processo de transição energética do concelho, prevendo que o município envolva a Portgás nas suas iniciativas ambientais e que esta companhia apoie o município em projetos relacionados com a utilização do gás nos setores de transportes públicos, estações de tratamento de resíduos sólidos urbanos, produção de gases de origem renovável ou de baixo teor de carbono."


Com a concretização de uma infraestrutura desta importância como a rede de gás no concelho, "Paredes de Coura dá um passo significativo no contributo para o cumprimento das metas de neutralidade carbónica", permitindo cumulativamente tornar o concelho mais atrativo ao investimento privado no setor industrial.


Ainda do protocolo assinado pelo Município, ressalta a "identificação de sinergias em projetos de gás identificados pela autarquia que visem a prossecução do interesse público", ao nível dos equipamentos municipais e sociais por si geridos, habitações sociais e do setor terciário de cariz social.



0 comentário

Kommentare


bottom of page