top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Marca de vinhos Dona Paterna brinda aos 30 anos da colheita de alvarinho com edição especial

A Dona Paterna, marca de vinhos de Melgaço, celebra três décadas da colheita do Alvarinho Dona Paterna (1990-2020) com um lote comemorativo e limitado a 1990 garrafas. Tradição e inovação fundem-se neste rótulo com assinatura do enólogo Fernando Moura.





garrafa de vinho alvarinho com um copo de pé alto ao lado

A Dona Paterna, marca de vinhos de Melgaço, celebra três décadas da colheita do Alvarinho Dona Paterna (1990-2020) com um lote comemorativo e limitado a 1990 garrafas. Tradição e inovação fundem-se neste rótulo com assinatura do enólogo Fernando Moura.


"Achamos que deveríamos assinalar os 30 anos da primeira colheita do nosso alvarinho de uma forma especial. Cada garrafa deste lote comemorativo é uma celebração da dedicação e paixão de toda a equipa da Dona Paterna. É o testemunho do nosso compromisso com a qualidade e excelência do terroir onde estamos inseridos, a sub-região de Monção e Melgaço." , considera o produtor Carlos Codesso. O responsável dá nota de que "1990 representa o ano em que a marca Dona Paterna foi criada, mas também o lançamento do seu primeiro vinho, e 2020 o ano da colheita do vinho agora lançado, daí termos engarrafado, propositadamente, 1990 garrafas."


Selecionado a partir de um mosto da colheita de 2020, este vinho fermentou e estagiou em barricas usadas de carvalho francês durante dois anos, com processo de batonnage durante o primeiro ano. "Apresenta uma cor palha, com ligeiro toque de madeira e aroma misto de floral e frutado, com laivos de evolução, e uma elegância conferida pelo seu envelhecimento em barricas. Na boca notam-se os frutos secos", conta Carlos Codesso, deixando um conselho: "este vinho é ideal como aperitivo ou para acompanhar mariscos, pratos de peixe ou pratos de carnes de aves e recomenda-se que seja consumido a 12ºC".

 

Localizada numa das mais importantes sub-regiões da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, a sub-região de Monção e Melgaço, a Dona Paterna nasceu da paixão de Carlos Codesso que, inspirado pelo seu pai, Manuel Francisco Codesso, desde muito novo se interessou pela viticultura. Obstinado e incentivado pelo progenitor, em 1974, iniciou as primeiras plantações de alvarinho: em 1990, ano em que criou a marca DONA PATERNA, Carlos Codesso lançou no mercado o Alvarinho Dona Paterna. Desde então, de entre o vasto portfólio que hoje apresenta, com diferentes perfis, quer de alvarinho como de outras castas, assim como de espumantes e aguardentes, o Alvarinho Dona Paterna é o ex-libris da marca.

garrafas de vinho diverso, alinhadas em forma de árvore de natal

O vinho está já à venda em diferentes garrafeiras do país.





0 comentário

Comments


bottom of page