Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Melgaço foi surpreendido com o encerramento do balcão do Banco Santander Totta, S.A.

Presidente da Câmara “NÃO ACEITA” decisão do encerramento do balcão do banco Santander Totta em Melgaço e dirige dura carta à administração desta entidade.



Melgaço foi surpreendido com o encerramento do balcão do Banco Santander Totta, S.A. (BST). A notícia foi recebida com desagrado pelo autarca melgacense, Manoel Batista, que de imediato fez chegar uma carta aos presidentes da instituição onde mostra o seu total descontentamento. «Lamentavelmente, o BST deixou de encarar o nosso território como estratégico e apesar dos inúmeros clientes melgacenses confiarem na instituição, esta virou-lhes as costas. Lamentamos esta vossa decisão, profundamente lesiva para os habitantes e empresas do nosso concelho.», expressa o autarca de Melgaço em carta dirigida aos Presidentes da Comissão Executiva, Pedro Aires Coruche Castro e Almeida, e do Conselho de Administração, José Carlos Brito Sítima, do BST.

Nesta carta, Manoel Batista, para além de mostrar a sua insatisfação, também ela representativa dos sentimentos dos melgacenses, atenta para algumas oportunidades de negócio que o BST pode estar a enjeitar ao tomar a decisão de abandonar o concelho de Melgaço.

«Ao contrário do que se poderia antever, Melgaço tem neste momento um conjunto de empresas que criam valor para o território e para a região. Cerca de 5% do VAB criado pelas empresas no Alto Minho tem origem em Melgaço. (…) Melgaço está neste momento a reforçar a sua aposta no setor do turismo, com a definição e implementação de um Plano Estratégico setorial. Temos melhorado o nosso desempenho e, no ano de 2018, fomos mesmo o concelho que mais aumentou as dormidas no Alto Minho (cerca de 32% de crescimento face a 2017).

(…)

Estamos, por outro lado, a fazer uma aposta séria na área industrial, em linha com a Estratégia de Especialização Inteligente para a região Norte, procurando atrair investimento de qualidade, em particular nos domínios agroindustrial e da mobilidade e ambiente. Está para muito breve, tendo já cofinanciamento assegurado pelo Programa Operacional Regional do Norte, o lançamento da empreitada que visará lotear uma área de cerca de 3,3 ha de terreno, um investimento imediato a rondar os 3M€, cuja movimentação se faria através da conta que temos em aberto na v/ instituição (e que movimenta, igualmente, todos os valores cofinanciados no âmbito do NORTE 2020 e que bem conhecem). Estes investimentos, particularmente o da Zona Empresarial, potenciarão a atração de empresas, criação de emprego e reforço do VAB do concelho, bem como das exportações com origem no concelho. (…)»

Na comunicação, Manoel Batista frisa que sabe bem o quão importante e o peso que o concelho tem: «Estamos bem conscientes da nossa posição relativa e do peso da “nossa” carteira no vosso portefólio. (…) Melgaço é, historicamente, um concelho com reservas importantes. Não é por acaso que, desde sempre foi considerado estratégico, tendo agências do BPI, Millenium BCP, CGD, Novo Banco e CCAM Noroeste. Ao abandonar o concelho, o BST deixará de figurar entre as marcas com maior implantação territorial em Portugal. Com toda a certeza, os melgacenses saberão deixar também de confiar na vossa instituição.».

Se gosta da Peneda Gerês TV

Contribua com um donativo

Peneda Gerês TV - Multimédia e Comunicação

In.Cubo – Incubadora de Iniciativas Empresariais Inovadoras

4970-786 - Arcos de Valdevez

geral.penedagerestv@gmail.com

©2020 Peneda Gerês TV