top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Ministra da Habitação inaugura Festa do Espumante de Melgaço

A Ministra da Habitação, Marina Gonçalves, vai presidir à abertura oficial da IX edição da Festa do Espumante de Melgaço, que arranca na próxima sexta-feira, 24 de novembro, e se prolonga durante o fim de semana. O momento solene está marcado para as 18h00, no Largo do Mercado, local onde irá decorrer o certame.




O evento vai reunir 41 referências de espumante, de 17 produtores da sub-região de Monção e Melgaço, de distintas castas, inclusive da casta rainha da região, o alvarinho. E, ainda, oito produtores de produtos locais e dois restaurantes.

mulher de blusa verde em conferência de imprensa
Marina Gonçalves - Ministra da Habitação, inaugura o certame

Espumantes, boa gastronomia, showcookings e harmonizações, provas comentadas e animação musical preencherão os três dias da Festa do Espumante de Melgaço, certame que, para Manoel Batista, Presidente do Município melgacense, se afirma como «um evento âncora para a economia do vinho na sub-região de Monção-Melgaço».


Estarão em prova 41 espumantes produzidos por 17 produtores de Monção e Melgaço, designadamente: Adega do Sossego, Alvaianas, Anselmo Mendes, Casa de Canhotos, Cortinha Velha, Dona Paterna, Dom Ponciano, Encostas da Capela, Encostas do Mouro, Provam Alvarinho Com Alma, Quintas de Melgaço, Quinta das Pereirinhas – Foral de Monção, Quinta do Regueiro, Reguengo de Melgaço, Soalheiro, Terras de Real e Valados de Melgaço.

copos de vidro com vinho espumante

À Festa junta-se um vasto conjunto de produtores regionais, que apresentarão iguarias de elevada qualidade, tais como fumeiro, enchidos, queijos e doçaria, através dos produtores Artesanali’s, Delícias de Alvaredo, Hidromel de Alvarinho, Melgaço em Sabores, Mel do Zé, O Casal, Prados de Melgaço – Queijaria, Prendokas, Roscas de Melgaço e Sabor do Céu. O evento, de entrada livre, acontece no Largo do Mercado. Para além do espaço dedicado aos stands dos produtores, os visitantes terão à sua disponibilização uma área de restauração, que conta com 108 lugares sentados, onde será possível usufruir de experiências gastronómicas únicas, conhecendo e saboreando os paladares da gastronomia regional, através dos restaurantes Tasquinha Castreja e O Brandeiro. Os visitantes poderão adquirir o kit de prova (copo e porta-copo) no stand da organização do evento, pelo valor de 3,5€.


SHOWCOOKING, PROVAS COMENTADAS E ANIMAÇÃO MUSICAL


Os visitantes serão presenteados com sessões de showcooking, durante as quais serão confecionadas propostas gastronómicas harmonizadas com distintos espumantes, protagonizadas pelos chefs Óscar Geadas (*Michelin), Renato Cunha e Marco Gomes.


homem de jaleca branca a cozinhar ao vivo

O público poderá, também, nestes três dias, assistir a provas comentadas, guiadas, individualmente, pelos especialistas em vinho e enogastronomia Luís Gradíssimo, David Teixeira e André Figuinha. As noites de sexta e sábado serão repletas de animação musical: no dia 24 com Paulo Baixinho e com o DJ Paulo Barrocas; no dia 25 com Bianca Barros, seguindo-se a DJ Rita Mendes; e, na tarde de domingo, dia 26, o momento musical estará a cargo de Paulo Pires e Patrícia Teixeira (piano e voz).

pessoas animadas em festa numa tenda gigante

EVENTO FACILITA A REALIZAÇÃO DE NEGÓCIOS


«A nossa Festa do Espumante, que ousei sonhar e concretizar, revelou-se um sucesso e acompanhou o crescimento exponencial dos nossos produtores de vinho. É hoje um evento âncora para a economia do vinho na sub-região de Monção e Melgaço», considera o autarca de Melgaço, Manoel Batista.

A Festa do Espumante de Melgaço, tal como foi idealizada, tem como propósito não só valorizar o espumante e os produtos locais, mas contribuir para afirmar a identidade de Monção & Melgaço como território vínico de excelência, fruto de condições naturais e humanas singulares, bem como valorizar o território através de uma oferta turística integrada onde o enoturismo, o turismo rural, os desportos aventura, o património cultural e paisagístico, a hotelaria e restauração constituem fatores dinamizadores. «Este evento é, também, uma forma de darmos a conhecer o território, os produtos do território, facilitando a realização de negócios», refere Manoel Batista.



0 comentário

Comments


bottom of page