top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

No sábado de Aleluia há 'Queima de Judas' em Cerveira



No Sábado de Aleluia, dia 16 de abril, às 23h30, o centro histórico de Vila Nova de Cerveira transforma-se no palco da ‘Queima de Judas’, espetáculo que integra a vasta programação das celebrações de Páscoa dinamizadas pela Câmara Municipal.


O teatro, como lugar de possibilidades, está em destaque nos festejos da quadra Pascal, e este reconhecido espetáculo de cariz comunitário, produzido pelas Comédias do Minho, faz-se no Terreiro para depois seguir em cortejo até ao Castelo de Cerveira.

Com encenação de Nuno Preto e cenografia inspirada no figurado da barrista Rosa Ramalho, a Companhia de Teatro Comédias do Minho regozija-se com o regresso deste tradicional e original espetáculo, “ocupando Cerveira com o que de mais importante existe num lugar: as pessoas”.

De acordo com a sinopse, a peça idealizada para a edição 2022 convoca a comunidade de Cerveira - que toca, canta e escreve - para ser a protagonista desta festa, propondo-se “um espetáculo em percurso, a começar no Terreiro com uma conversa animada entre dois vizinhos, os quais acabam por convidar as pessoas a entrar pelo Castelo e a relacionarem-se com este ritual. Ao longo do caminho, pequenos momentos protagonizados pelas pessoas da vila, num tom ritualístico, num caminho que não se quer parado, até ao terreiro do Judas Queimado, dos Judinhas festejados e do testamento falado - com ritmo. Bastante”.

A ‘Queima de Judas’, universo criado pelas Comédias do Minho, dá uma nova vida a uma das tradições mais profundas de sátira e crítica popular, de pendor judaico-cristão. A iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, junta ao elenco da companhia de teatro, elementos do Grupo de Teatro de Amadores – “Outra Cena” e a comunidade de Vila Nova de Cerveira, para recuperar a condenação de Judas, o traidor, e festejar a ressurreição de Jesus Cristo.

Antes do momento simbólico da morte de Judas, é lido o seu testamento, no qual é deixado à Vila um conjunto de conselhos, determinações e críticas, que, de uma forma jocosa, nos ajudam a refletir sobre alguns dos problemas do nosso tempo.




0 comentário

Comments


bottom of page