top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Norte de Portugal: Exportações de bens aumentaram 11,8% e as dormidas turísticas 29,2%

As exportações de bens do Norte aumentaram 11,8% no 4.º trimestre de 2022, face ao período homólogo do ano transato. Em Portugal, o crescimento foi de 16,2% durante o mesmo período, indica o relatório NORTE Conjuntura, publicado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-NORTE).




navio com contentores em alto mar

O relatório "apresenta os principais indicadores socioeconómicos do 4.º trimestre de 2022 e perspetiva as tendências que marcam a evolução económica, a curto prazo, da região NORTE no contexto nacional."


Nele, constata-se que em relação ao Mercado de Trabalho, a taxa de desemprego do Norte aumentou para 6,8% no 4.º trimestre de 2022, mais 1,0 pontos percentuais face ao trimestre anterior e mais 0,3 pontos percentuais face o período homólogo de 2021. A população empregada do Norte diminuiu, em termos homólogos, 0,5% no 4.º trimestre de 2022, o que representou a redução líquida de 8.800 postos de trabalho.


De acordo com o relatório, a população empregada no ramo das indústrias transformadoras do Norte aumentou 3,3%, em termos homólogos, no 4.º trimestre de 2022, correspondendo a mais 13.800 postos de trabalho. Em sentido contrário, a população empregada no comércio por grosso e a retalho, reparação de veículos automóveis e motociclos diminuiu, em termos homólogos, 10,8% no 4.º trimestre de 2022, equivalente a menos 30.500 postos de trabalho.


Em relação ao Turismo, as dormidas nos estabelecimentos turísticos do Norte aumentaram 29,2% no 4.º trimestre de 2022 face ao período homólogo de 2021.


O Relatório NORTE Conjuntura referente ao 4.º trimestre de 2023 foi desenvolvido pelo Centro de Estudos do Território e da Região da CCDR-NORTE, e dá ainda nota dos Preços ao Consumidor, indicando que a taxa de inflação do Norte aumentou de 9,2% para 9,9% entre o 3.º e 4.º trimestres de 2022. Devido ao aumento da inflação, o poder de compra dos salários líquidos dos trabalhadores por conta de outrem diminuiu 7,3% no Norte e 8,3% em Portugal no 4.º trimestre de 2022, face ao período homólogo de 2021.





0 comentário

Comments


bottom of page