top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Operação Floresta Segura da GNR sensibiliza cidadãos e entidades a participarem na prevenção dos incêndios rurais

A Guarda Nacional Republicana (GNR) iniciou, no dia 1 de fevereiro, a Operação Floresta Segura que decorre, até 30 de novembro, com o objetivo de executar ações de sensibilização, de fiscalização, de vigilância e deteção de incêndios rurais, de investigação de causas dos crimes de incêndio florestal e validação das áreas ardidas, de forma a prevenir, detetar, combater os incêndios rurais e reprimir atividades ilícitas, procurando garantir a segurança das populações e a preservação do património florestal.




militares da GNR a percorrer uma floresta

Em comunicado, aquela força de segurança esclarece que "nesta fase, os militares encontram-se no terreno a percorrer as faixas de gestão de combustível das freguesias prioritárias, com o objetivo de se proceder à sinalização e georreferenciação dos terrenos rurais que pela sua localização apresentem potencial risco de incêndio, promovendo em simultâneo, ações de informação e sensibilização junto dos proprietários, para que realizem voluntariamente a limpeza dos terrenos até 30 de abril de 2024, evitando que, após o dia 1 de maio de 2024, possam encontrar-se em incumprimento."


Assim, esta fase da operação tem como objetivo principal a "prevenção com ações de sensibilização dirigidas aos cidadãos e entidades", com vista à alteração de comportamentos e à adoção das melhores práticas de segurança individual e coletiva. "O esforço principal está a ser desenvolvido para despertar consciências para a importância da adoção de medidas de autoproteção e para a redução do risco de ocorrência de incêndios", sublinha.


A GNR acrescenta que, até ao dia 3 de março, foram realizadas 715 ações de sensibilização, tendo alcançado 14.471 pessoas, com o objetivo de evitar comportamentos de risco, a adoção de medidas de autoproteção e uso correto do fogo, por parte das comunidades. "Foram efetuadas 2859 sinalizações nas freguesias prioritárias, sendo aquelas que apresentam potencial risco de incêndio rural,  registadas 206 ocorrências de incêndio e 22 contraordenações (14 por queimas e oito por queimadas)."


Até ao momento, a GNR registou 93 crimes, tendo sido efetuadas três detenções e identificados 13 suspeitos. 


A Operação Floresta Segura da GNR contribui decisivamente para uma redução significativa do número de ocorrências graves e dos impactos negativos que podem causar na sociedade. "A proteção de pessoas e bens, no âmbito dos incêndios rurais, continua a assumir-se como uma das prioridades estratégicas para a GNR, sustentada numa atuação preventiva e num reforço de patrulhamento nas áreas florestais", frisa.


A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e a conservação da natureza. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.



0 comentário

Comentarios

No se pudieron cargar los comentarios
Parece que hubo un problema técnico. Intenta volver a conectarte o actualiza la página.
bottom of page