top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Projeto "ambientalmente revolucionário" de antigo aluno do IPVC está nomeado para prémio em Amesterdão

Cláudio Bastos concluiu o curso de licenciatura em Design do Produto na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPVC e desenvolveu o projeto que será agora apresentado na maior feira internacional de tecnologias e soluções inovadoras de mobilidade, no próximo dia 16 de abril, em Amesterdão, Países Baixos.




dois homens trabalhando num poste de plástico sobre uma mesa

Chama-se Cláudio Bastos, tem 37 anos, licenciou-se em Design do Produto, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico de Viana do Castelo, e foi o responsável pelo desenvolvimento de um projeto que está agora nomeado para um prémio internacional em Amesterdão.

 

Natural de Braga, Cláudio Bastos coordenou a equipa responsável pela criação do SR-ECO-BALI, um balizador de trânsito “ambientalmente revolucionário”, construído com desperdício de cabos de fibra ótica.

balizador de estacionamento amarelo e preto

“Na empresa onde trabalho, a DSTelecom, todos os anos fazemos o ‘Estado da Nação’ e temos a possibilidade de criar grupos de inovação para tentarmos apresentar soluções para problemas reais. Tive oportunidade de escolher o tema e como tenho formação em Design do Produto, licenciatura tirada na ESTG-IPVC, decidi falar sobre a importância que o design pode ter na resolução de um problema que temos na empresa: o que fazer com o excesso de desperdício de cabos de fibra ótica?”, começa por explicar Cláudio Bastos.

 

Depois de vários estudos e testes aos materiais, surgiu o primeiro protótipo que viria a dar origem ao balizador de trânsito “ambientalmente revolucionário”. Sendo a DSTelecom uma empresa de serviços e não de produtos, a solução passou por apresentar o projeto à Sernis, empresa que se dedica ao desenvolvimento de soluções de segurança rodoviária, que o acolheu de braços abertos.

 

“Na licenciatura em Design do Produto, somos estimulados a criar produtos com desperdícios, por isso, estava preparado para o desafio lançado pela empresa onde trabalho”, diz Cláudio Bastos

 

Com esta solução, acrescenta Cláudio Bastos, em cada balizador, 46% do plástico usado tem origem nos cabos de fibra ótica e, com isso, foi possível dar uma nova utilidade ao material que, até agora, ainda não tinha solução de reaproveitamento.

 

Cláudio Bastos recorda que, durante a sua licenciatura em Design do Produto, coordenada pelo docente Ermanno Aparo, os estudantes eram “estimulados a criar produtos com desperdícios” e sempre teve o sonho em “criar algo impactante” na área. Por isso, quando surgiu a proposta da DSTelecom, o antigo estudante do Politécnico de Viana do Castelo sentia-se preparado e não teve dúvidas sobre o projeto a apresentar.

 

PROJETO É APRESENTADO AOS ESTUDANTES DO CURSO DE MESTRADO EM DESIGN INTEGRADO


Agora, o SR-ECO-BALI despertou atenções a nível internacional e está nomeado pelo InterTraffic Awards 2024, na categoria “Green Globe Award”. Trata-se da maior feira internacional de tecnologias e soluções inovadoras de mobilidade. O vencedor será conhecido no primeiro dia do evento, a 16 de abril.

 

O projeto pensado por Cláudio Bastos chega agora aos estudantes do curso de mestrado em Design Integrado da ESTG-IPVC como uma solução e uma oportunidade, mais uma, de os alunos explorarem este caso, ver a sua praticidade e inspirarem-se para novos projetos e novas funcionalidades que poderão ser dadas aos desperdícios de cabos de fibra ótica. E se houver uma ideia que a DSTelecom considere verdadeiramente empreendedora e inovadora, a empresa sediada em Braga e que opera “a maior rede de fibra ótica multioperador da Europa” poderá acompanhar esses estudantes na tese de final de curso.

 

 



0 comentário

Comentarios


bottom of page