top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Tertúlia Rosa “da prevenção à cura” decorreu em Terras de Bouro

No dia 30 de outubro, o Município de Terras de Bouro organizou no Auditório Municipal uma sessão informativa e esclarecedora sobre o cancro de mama, denominada “Tertúlia Rosa – da prevenção à cura”. A sessão insere-se no âmbito do movimento “Outubro Rosa”, uma campanha de consciencialização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade em geral sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do cancro da mama.




homens e mulheres sorridentes, posando para a foto

Esta iniciativa contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Manuel Tibo e da Vereadora Ana Genoveva Araújo e, de acordo com a autarquia, "registou uma boa adesão da comunidade", que teve oportunidade de ouvir um especialista sobre a matéria, o Dr. Luís Castro, médico especialista em ginecologia e obstetrícia do Hospital de Braga e ainda dos "testemunhos emocionais e inspiradores" de Célia Gonçalves, Teresa Gomes e Celina Teixeira que através da sua força conseguiram vencer a doença.

De acordo com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, "O cancro da mama é um relevante problema de saúde pública. Segundo os dados estatísticos mais recentes (Globocan, 2021), o cancro da mama é o mais frequente (prevalente) em Portugal e em todo mundo. Em 2020, no nosso país, estima-se que 7000 mulheres tenham sido diagnosticadas com cancro da mama e 1800 tenham morrido com esta doença. Apesar de ser o tipo de cancro mais incidente na mulher (com maior número de casos), cerca de 1 em cada 100 cancros da mama desenvolvem-se no homem."


Não são conhecidas as causas exatas do cancro da mama. No entanto, foram identificados alguns fatores de risco que importa conhecer:

  • O maior fator de risco para o cancro da mama é a idade (80% de todos os tipos de cancro da mama ocorre em mulheres com mais de 50 anos);

  • Uma mulher que já tenha tido cancro numa das mamas tem maior risco de ter esta doença na outra;

  • As alterações em determinados genes, transmitidas pelos pais, estão na origem de cerca de 5% a 10% dos casos de cancro da mama;

  • O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento de cancro da mama;

  • O consumo de tabaco ou o consumo excessivo de álcool estão associados ao desenvolvimento de vários cancros, incluindo o da mama;

  • A primeira menstruação em idade precoce (antes dos 12 anos) e uma menopausa tardia (após os 55 anos) são fatores de risco para o cancro da mama.​

"Se diagnosticado e tratado precocemente, o cancro da mama tem uma taxa de cura superior a 90%. A prevenção e diagnóstico precoce são fundamentais para o aumento da sobrevivência e manutenção da qualidade de vida da mulher", frisa a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

mulher segurando num panfleto sobre o movimento Outubro Rosa - Cancro da Mama



0 comentário

Comments


bottom of page