top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Vai nascer em Viana do Castelo um Centro de Investigação e Desenvolvimento das energias offshore



O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, deu, a 31 de outubro, parecer positivo à criação do Centro de Investigação e Desenvolvimento no Campus da Praia Norte do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, numa parceria com a instituição de ensino superior vianense que visa alavancar a investigação e o desenvolvimento das energias offshore em Viana do Castelo, com impacto nacional e internacional, foi hoje anunciado pelo Município.

A criação deste Centro de Investigação e Desenvolvimento integra a Agenda 20-30 para a Economia do Mar de Viana do Castelo. De acordo com a Agenda, “Viana do Castelo tem atualmente investimentos em energias renováveis offshore, um porto marítimo com experiência nesta indústria, construção, manutenção e reparação naval em equipamentos para a energia renovável offshore, produção de cabos marítimos de amarração de plataformas para esta indústria, capital humano experiente, instituições de ciência, investigação e desenvolvimento para as energias renováveis offshore e está atenta a novos desenvolvimentos relacionados com as energias renováveis offshore e à sua possível interligação com a produção de hidrogénio verde”, o que justifica a criação de um centro de investigação e desenvolvimento.


No documento é ainda realçado que “Viana do Castelo reúne atualmente um conjunto de condições ímpar para se tornar num centro tecnológico internacional de energias renováveis offshore, contribuindo assim para o desenvolvimento sustentável da região, do país e da Europa, em linha com os objetivos definidos para a Estratégia Nacional para o Mar, para o Plano de Recuperação e Resiliência, para a Estratégia Norte 20-30 e para o Pacto Ecológico.”

O novo Edifício do “Centro de Investigação e Desenvolvimento” do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), a edificar no Campus da Praia Norte, tem como propósito integrar numa única infraestrutura dedicada ao desenvolvimento de investigação de elevada qualidade um conjunto de unidades de investigação do IPVC. A par das unidades de investigação, serão instalados no novo Edifício de Investigação várias estruturas laboratoriais de caráter aplicado que atualmente se encontram dispersas nas três escolas do IPVC situadas na cidade.


O edifício, destinado à atividade das unidades de investigação já existentes no IPVC e outras que venham a ser criadas no âmbito de parcerias com outras instituições de ensino superior, vai ocupar uma área útil prevista de aproximadamente 5.000 m2.


De acordo com protocolo firmado no ano passado entre a autarquia e o IPVC, a colaboração institucional para a criação de um Centro de Investigação e Desenvolvimento representa um investimento municipal de 350 mil euros.

O centro de investigação pretende, assim, agregar competências que atualmente se encontram dispersas, criar sinergias entre investigadores seniores e jovens investigadores, e constituir um polo de atração e de suporte em Viana do Castelo para empresas de base tecnológica e para investigadores nacionais e internacionais que nesta instituição pretendam desenvolver projetos e testes no âmbito das Energias Renováveis Oceânicas e Robótica Submarina e evoluir nos seus trabalhos de pesquisa e de investigação.







0 comentário

Comments


bottom of page