top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Vila Nova de Cerveira vê aprovado o financiamento para primeiro albergue de peregrinos de gestão municipal

Em 2025, Vila Nova de Cerveira terá a funcionar o primeiro albergue de peregrinos de gestão municipal no concelho. O Presidente da Câmara Municipal, Rui Teixeira, assinou, esta sexta-feira, em Vila Velha de Rodão, o contrato de financiamento de 70% com o Turismo de Portugal, para um investimento total de 383.644,00 euros. A abertura de concurso público para a execução da obra pode avançar ainda este mês de janeiro.





3 homens sorridentes numa assinatura de contratos

Com uma capacidade de alojamento para 32 pessoas, o Albergue de Peregrinos de Vila Nova de Cerveira resultará da profunda requalificação do edifício da antiga Escola Primária Luís Maria Costa Pereira, datado de 1937, e cuja cedência à Câmara Municipal foi protocolada, em 2022, pela Junta de Freguesia de Loivo, a título gratuito, por um período de 30 anos. Por ser um momento marcante para a concretização do projeto, a autarca daquela freguesia, Elisabete Pereira, também marcou presença na cerimónia de assinatura do contrato de financiamento, a convite do Presidente da Câmara Municipal.

homem e mulher a segurar uma pasta na mão

Manifestamente satisfeito com a formalização do contrato de financiamento, o edil cerveirense sublinha que o futuro albergue vai “dar mais vida aos Caminhos de Santiago, potenciando o seu valor turístico, proporcionando experiências inolvidáveis aos peregrinos, que os convença a ficar mais tempo em Cerveira e lhes dê a vontade de regressar, incentivando a criação de alojamento específico e fomentando o desenvolvimento económico, social e ambiental do concelho”. Rui Teixeira explica que a opção por edifícios históricos sem utilização “está alinhada com a estratégia do Município em recuperar em detrimento da construção nova, atribuindo novas funcionalidades a esses espaços singulares que outrora tiveram uma grande presença e impacto nas comunidades locais”.


"A localização privilegiada em pleno Caminho Português da Costa, a escassos quilómetros do centro da vila, foi uma das principais caraterísticas para a autarquia cerveirense identificar este espaço, de forma a colmatar uma carência de albergues públicos no concelho", refere nota da autarquia. Neste momento, ao longo dos 14,4 Km do Caminho Português da Costa que atravessa o território, Vila Nova de Cerveira apenas dispõe de um albergue – Casa da Mota – com gestão assegurada por uma coletividade.


Por se tratar de um edifício histórico, ambas as partes assumiram o compromisso de manter a traça original, bem como de outros elementos passíveis de recuperação, de forma a preservar a memória coletiva da antiga utilização do espaço. Além da particularidade de ter uma gestão totalmente municipal, configurando-se como o primeiro no concelho, uma das especificidades do futuro Albergue de peregrinos e Vila Nova de Cerveira é a existência de um quarto reservado para hospitaleiros, pessoas que voluntariamente se disponibilizam, durante um período temporal, a prestar o serviço de receção e manutenção do espaço; disponibilizar quatro bicicletas elétricas para a deslocação ao centro histórico; e a colocação em braille e em áudio-guias, bem como a disponibilização de dois monitores tácteis, com toda a informação e sinalização do Caminho e da oferta turística do concelho.


De sublinhar que a certificação do Caminho de Santiago - Caminho Português da Costa pelo Governo de Portugal apresentou-se como mais uma alavanca para a concretização deste albergue de peregrinos, uma vez que a candidatura em causa apenas financia obras que estejam em caminhos certificados. Dados da Loja Interativa de Turismo de Vila Nova de Cerveira, referentes a 2022, indicam a passagem de 4957 peregrinos de 51 nacionalidades no concelho, sendo que há uma grande maioria de peregrinos que não acede a este serviço municipal, ficando sem registos.


O investimento total subjacente ao futuro Albergue de Peregrinos de Vila Nova de Cerveira é de 383.644,00 euros, com um financiamento do Turismo de Portugal - Linha + Interior Turismo de 268.550,80 euros, tendo a Câmara Municipal que despender de 115.093,20 euros de capitais próprios.




0 comentário

Comments


bottom of page