Há teatro nas termas de Melgaço Sábado dia 26 de Maio

24/05/2018

A Fonte das Termas de Melgaço acolhe, este sábado (26 de maio), o espetáculo de teatro ‘O BAILE’, uma encenação de Joana Magalhães.

 

A peça, protagonizada pelo grupo de teatro melgacense, Os Simples, foi inspirada no espetáculo de teatro-dança ‘Kontakhof’, criado em 1978 por Pina Baush, e estará em cena pelas 21h30.

 

Num espaço de uma beleza inegável, a Fonte das Termas assume-se como o ex-libris da estância termal, rodeada de uma magnífica paisagem natural. Este é o enquadramento perfeito para a noite que promete fixar a atenção dos presentes.

 

A entrada é aberta ao público em geral e os bilhetes, comprados no dia, têm um custo de dois vinis.

 

FICHA ARTÍSTICA

Encenação: Joana Magalhães

Texto: Vários autores

Interpretação

Ana Freitas, Artur Caldas, Cristina Vilas, Gabriel Lourenço, Humberto Sousa, Inês Ribeiro, Jorge Filipe Dias, José Maria Pereira, Lídia Sousa, Maria Clara Araújo, Maria do Amparo Taboas, Maria José Rocha, Maria José Silva, Maria Olívia Lima, Maria Taboas, Patrícia Cunha, Raul Fernandes e Tânia Domingues.

Desenho de Luz: Vasco Ferreira

Fotografias: João Gigante

 

SINOPSE:

‘A festa é um excesso permitido, ou melhor, obrigatório”, (Freud, Sigmund, 1913, Totem e Tabu).

‘Kontakhof’, espetáculo de teatro-dança criado em 1978 por Pina Baush, é a obra que serve de inspiração para este espetáculo. Num salão de baile, os amadores de Melgaço dançam e festejam para procurar contacto, com o outro e com o lugar. Nesta festa, procuram romper com a rotina dos trabalhos, para logo a seguir a ela voltar. É o local de todas as liberdades e transgressões, uma ocasião, como escreve Álvaro Domingues (2017) de ‘especial intensificação e visibilidade daquilo que costumamos chamar identidade, espírito colectivo, comunidade.’

 

Sobre as Termas de Melgaço

Localizado num dos mais belos recantos do Norte português, o Parque Termal do Peso ou Estância Termal de Melgaço situa-se na freguesia de Paderne, lugar do Peso, em Melgaço. Implantadas num Parque onde a água das nascentes minerais e dos três ribeiros que o cruzam é uma presença constante, as Termas de Melgaço oferecem, a quem as procura a possibilidade de desfrutar de uma ligação descontraída com a Natureza proporcionando em simultâneo a utilização de um recurso ímpar reconhecido pelo seu potencial terapêutico. Indicadas para o tratamento de diferentes patologias, nomeadamente: Diabetes Tipo 1, Diabetes Tipo 2, Dislipidemias, Dispepsia, Duodenites, Colecistites crónicas, Disquinésia biliar, Obstipação, Cólon irritável ou Colite funcional, Lombalgia, Artralgia, Rinite alérgica, Sinusite, Faringite crónica e Bronquite crónica; as Termas de Melgaço irão dispor ainda de uma oferta complementar aos tratamentos clássicos, focados numa vertente de bem-estar, estética, beleza e relaxamento.

 

A História

A história documentada das Termas foi iniciada com o primeiro registo no município de Melgaço em 1884. Em 1885, engarrafaram-se as primeiras águas, tendo Adriano Cândido Moreira solicitado, quatro anos depois, licença para a sua aplicação terapêutica. A água é mineralizada,

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Please reload

Please reload

Ponte da Barca - 4980-611
Portugal