top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

1 milhão e quinhentos mil euros do FEDER estão a apoiar construção da Zona Empresarial de Alvaredo


A solidariedade europeia está presente no quotidiano de todos, apesar de muitas vezes nem termos conhecimento dos projetos/ações que são possíveis apenas porque há apoios europeus. As obras que se iniciaram no ano passado da fase 1 da Zona Empresarial de Alvaredo (ZEA) representam um investimento de cerca de três milhões de euros, cofinanciado pelo FEDER no montante de 1.500.000,00€, no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, Norte2020.

O município de Melgaço, com o apoio do POAT (Programa Operacional Assistência Técnica), lançou uma campanha para divulgar apoios comunitários que tornaram exequíveis projetos que não seriam possíveis concretizar sem essas verbas. Designou essa ação de sensibilização «Europa em Melgaço, sabia que?».

Segundo nota de imprensa do Município melgacense, a ação de sensibilização pretende informar os cidadãos sobre os temas relevantes da União Europeia para o concelho de Melgaço, nomeadamente, quanto à Zona Empresarial de Alvaredo, cujo "principal objetivo é contribuir para a competitividade das PME’s e, em particular, dotar o concelho de Melgaço de uma AAE - Área de Acolhimento Empresarial, capaz de dar resposta à procura existente e potencial e à premente necessidade de incrementar a base produtiva do concelho, contribuir para o aumento da respetiva atratividade e do VAB - Valor acrescentado bruto que aqui se produz, aumentando a relevância regional do concelho em termos económicos. A mensagem principal passa por demonstrar que a UE age no concelho e tem impactos positivos na vida concreta dos cidadãos.", referem.


O projeto da ZEA abrange uma operação de loteamento com obras de urbanização e acesso à Zona Empresarial, com uma alocação de 33 461,90 m² para área destinada a 5 lotes, distribuindo-se as áreas de cedência por um lote destinado a equipamento coletivo com 1 685 m², espaços verdes de utilização coletiva com 9 356,70 m² e espaços verdes de enquadramento com 4 810 m².


A operação pretende levar a efeito três intervenções distintas:

- operação de loteamento com obras de urbanização destinadas à edificação urbana;

- novo acesso a executar em solo rural que estabelecerá a ligação entre a operação de loteamento e a via existente a nascente;

- beneficiação de via existente a nascente – fundamentada exclusivamente na necessidade de permitir o acesso de veículos de grandes dimensões à Zona Empresarial a criar – estabelecendo a ligação à EN 202.


«A Zona empresarial de Alvaredo posicionará Melgaço na linha da frente em termos de competitividade no acolhimento empresarial e reforçará a sua centralidade no contexto da euro-região Galiza-Norte de Portugal. Já temos empresas interessadas e está já em andamento o processo de Declaração de Utilidade Pública (DUP) para a segunda e terceira fases desta zona industrial.», refere o autarca de Melgaço, Manoel Batista, considerando que «estes apoios da União Europeia são fundamentais para o crescimento e desenvolvimento dos territórios. Com este apoio em concreto para a ZEA, Melgaço será um concelho mais competitivo e de maior interesse para os investidores.»



0 comentário

Comments


bottom of page