top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Alto Minho recebe evento internacional "Mulheres do Fogo" entre 1 e 10 de fevereiro

O Women’s Traditional Fire Training Exchange (WTREX) ["Mulheres do Fogo"] vai realizar-se pela primeira vez em Portugal, na região do Alto Minho, e vai reunir profissionais de todo o mundo, com o objetivo de realçar a importância e o crescente papel das mulheres na gestão do fogo rural, promover a igualdade de género e proporcionar uma experiência prática de formação sobre o fogo como um processo natural nos ecossistemas, enquadrada na estrutura do Sistema de Comando de Incidentes (ICS).






floresta a arder com logo da WOMEN'S TREX PORTUGAL

Entre 1 e 10 de fevereiro de 2024, os participantes terão a oportunidade de assumir diferentes responsabilidades na utilização de fogo tradicional, enquanto ferramenta de gestão da paisagem no noroeste de Portugal. Nestes 10 dias, explica a AGIF - Agência para a Gestão Integrada de Fogo Rurais -, "irão ser realizadas diversas iniciativas tais como observações sobre o comportamento do fogo e as condições meteorológicas, monitorização dos efeitos do fogo, aprendizagem sobre técnicas de ignição, padrões de condução e prescrição de fogo tradicional, entre outros momentos formativos."

 

"O evento visa aumentar o conhecimento das profissionais no uso do fogo como ferramenta de gestão da paisagem, de promoção da biodiversidade, conservação da natureza e prevenção de incêndios rurais."

 

Outro dos objetivos, acrescenta, passa por "elevar a diversidade de perspetivas, origens e talentos para criar soluções para os complexos problemas atuais relacionados com incêndios, ampliando o conhecimento e a experiência no uso de “fogo bom” e o seu impacto positivo nos ecossistemas."


O WTREX promete ser um intercâmbio de experiências entre participantes de diferentes origens e formações, que criará uma rede de apoio para profissionais do fogo do género feminino na gestão integrada de incêndios.

 

O complexo processo de seleção analisou um total de 212 candidaturas, oriundas de 26 países, do qual resultam 45 participantes de 21 nacionalidades.

 

"Para além dos dias reservados aos participantes, o evento contempla uma sessão de apresentação pública, a decorrer na manhã do dia 2 de fevereiro, no Centro Cultural de Paredes de Coura", revela.

 

O evento é organizado pela Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais, IP (AGIF), apoiada pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), em colaboração com a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, The Nature Conservancy (TNC) e o seu programa The Fire Learning Network (FLN), com o Município de Paredes de Coura e Laboratório Rural.


Esta iniciativa pública, apoiada por parceiros locais e internacionais, encontra-se inscrita no Programa Nacional de Ação de Gestão Integrada de Fogos Rurais - contribuindo assim para as metas da Igualdade de Género, formação/qualificação e Intercâmbios Internacionais.





0 comentário
bottom of page