top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Antiga Pousada da Juventude de Cerveira vai dar lugar a hostel

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai avançar com a concessão da exploração do edifício da antiga Pousada da Juventude num hostel, por um período de 30 anos, e com um valor base de 531 mil euros, foi hoje anunciado.





Em nota de imprensa, o Município de Vila Nova de Cerveira adianta que "a proposta de abertura de concurso público foi aprovada por unanimidade", durante a primeira reunião de câmara descentralizada do atual executivo realizada, esta terça-feira, na Freguesia de Cornes.


Para o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, citado na nota, trata-se de “mais uma medida que vai de encontro à ambiciosa estratégia delineada por este executivo no âmbito da promoção turística, proporcionando mais e melhores condições de pernoita em Vila Nova de Cerveira, ao mesmo tempo que se contribui para potenciar uma maior dinâmica e movimento no centro histórico, em particular numa das ruas mais históricas do concelho, a Queirós Ribeiro. Não obstante, esta concessão permite a Vila Nova de Cerveira ver renascer mais um equipamento hoteleiro, salvaguardando património edificado de referência, e deve integrar a rota dos caminhos de Santiago”.


O icónico edifício, localizado no centro histórico de Vila Nova de Cerveira, acolheu, ao longo de quase duas décadas, a Pousada de Juventude, com cerca de 50 camas, entretanto desativada em 2008, com a entrada em funcionamento da nova Pousada da Juventude, resultante da adaptação e ampliação da antiga escola primária de Vila Nova de Cerveira. Posteriormente, o edifício acabaria por ser convertido na República das Artes, uma residência para estudantes de arte, e, ultimamente, albergava um espaço expositivo a cargo da Associação Projeto – Núcleo de Desenvolvimento Cultural.

Neste momento, o edifício, com uma área total de 410m2, encontra-se "sem qualquer utilização, e com necessidade de intervenção estrutural, quer a nível interior quer exterior", o que, de acordo com as condições de concessão aprovadas, será da inteira responsabilidade do concessionário, respeitando algumas das condicionantes previamente delineadas, de forma a salvaguardar um património edificado de referência.

Com obras a iniciar até dezembro de 2024, o município refere que "o concessionário a quem for adjudicado o concurso público obriga-se ao pagamento de uma renda global, pelo período de concessão de 30 anos, num valor que corresponde, no mínimo, ao preço base mensal de 1.500 euros."

As propostas deverão ser entregues no serviço de atendimento da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira até às 16h00 do dia 17 de março.






0 comentário

Comments


bottom of page