top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Monumento de homenagem aos combatentes da Guerra do Ultramar inaugurado em Mazarefes

17 de Junho, 2024

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, marcou este sábado presença na inauguração de um monumento dedicado aos militares combatentes da Guerra do Ultramar, naturais ou residentes em Mazarefes, vivos ou já falecidos, integrada nas Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril de 1974, numa iniciativa promovida pela Associação Social, Cultural e Desportiva da Casa do Povo de Mazarefes.




padre benzendo um monumento com água benta

Citado em nota de imprensa, o autarca vianense considerou que “este é um momento da nossa história que devemos assinalar e transmitir pela relevância que teve para Portugal e para os portugueses que o viveram ou foram afetados pelo mesmo, para que possamos interpretar e para que nos possa ajudar a tomar melhores decisões”.


Luís Nobre afirmou mesmo que a guerra que aconteceu entre 1961 e 1974 “marcou as vidas dos militares e dos seus familiares e, por isso mesmo, tem uma dimensão social que não deve ser descurada”. “Ao coletivo, à sociedade, cabe a obrigação de recordar aquilo que foi o Ultramar, refletindo e preparando melhor o mundo de hoje”, defendeu ainda.

antigos militares dos Comandos com boinas vermelhas

Nesse sentido, afirmou que “os ex-militares merecem toda a recordação e valorização por tudo aquilo que foram para o país, para a Pátria, inspirando e motivando todos, muito em particular as novas gerações”.

militar hasteando a bandeira de Portugal

Também Orlando Novo, do Núcleo de Viana do Castelo da Liga dos Combatentes, referiu que “os militares deram tudo o que tinham, alguns a própria vida, em defesa dos valores da Pátria”, garantindo que “com os militares, não há meios termos: quando foram chamados, foram e deram tudo o que sabiam, deram o seu melhor” e considerando que o monumento agora inaugurado “é a mais que justa homenagem àqueles que foram e aos que ainda hoje são os soldados de Portugal”.


Já o Presidente da União de Freguesias de Mazarefes e Vila Fria, Manuel Barreto, defendeu que “este nobre monumento vem prestar homenagem aos nobres militares do Ultramar, e surge no tempo certo, nos 50 anos do 25 de Abril”.


Esta foi uma iniciativa inserida no 29.º aniversário da Associação Social, Cultural e Desportiva da Casa do Povo de Mazarefes e integra as Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril de 1974. Recorde-se que Viana do Castelo está a assinalar o meio século da Revolução dos Cravos com cerca de duas centenas de iniciativas promovidas pelo município e entidades diversas, entre teatro, cinema, oficinas, concertos, conferências, murais, esculturas e muito mais, até final do ano.

homem discursando de pé com autarcas ao lado



0 comentário

Comments


bottom of page