top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

MUMI - Músicas no Minho arranca amanhã na Eurocidade Tui-Valença


O MUMI 2022 acontece de 29 de setembro a 1 de outubro. Vão ser três dias de música e encontros profissionais na eurocidade Tui-Valença. Esta terceira edição vai juntar 20 bandas, 10 da Galiza (Espanha) e outras 10 de Portugal. O encontro do setor musical terá também programação aberta à cidade.

O MUMI é um encontro que reúne os profissionais do setor musical e cultural galego e português com o "objetivo de criar uma ponte de ida e volta e estável para as nossas músicas", refere o site oficial do MUMI. A feira reunirá artistas/bandas, promotores, empresas de management, festivais, editoras, empresas de serviços e produção, etc., para partilhar ideias, criar sinergias sólidas, estabelecer novas redes de contacto e conhecer novas propostas na primeira pessoa.


Haverá um total de 20 showcases: 6 para profissionais acreditados e 14 abertos ao público geral.

Brais Morán & Nasafunk, Brassica Rapa, Caamaño & Ameixeiras, Caldo, Golfiños, Momboi, Mounqup, Neboa, Xan Campos Trío e Xosé Lois Romero & Alibória, integram a lista de mostras galegas programadas. No caso de Portugal, as bandas selecionadas também são dez: Birds are indie, Crua, 47 de Fevereiro, Dapunksportif, Kumpania Algazarra, Manuel Maio, Meta, Omiri, Raia e Space Ensemble.


Na apresentação do programa do MUMI 2022 - III Encontro Profissional de Música Portugal - Galiza, o presidente da Câmara de Valença, José Manuel Carpinteira, disse à agência Lusa que aquelas bandas e artistas "vão mostrar ao público, profissional e em geral, a diversidade de propostas musicais que convivem na conjuntura musical atual".

"Serão vividos três dias de música e encontros profissionais, que trarão a este espaço ímpar nas relações transfronteiriças, artistas, agências e empresas de gestão cultural, jornalistas e público em geral, em contacto em locais emblemáticos do Município de Valença e do Concelho de Tui", destacou o edil.


O programa para profissionais vai decorrer no auditório municipal de Tui e no Espazo Off da Academia de Música da Fortaleça de Valença, no distrito de Viana do Castelo. Por sua vez, os concertos abertos ao público terão lugar na avenida da estação de Valença e no Paseo da Corredoira de Tui, na Galiza.


O concerto de abertura está a cargo de XoseLoisRomero & Alibória (da Galiza) e Omiri (de Portugal), pelas 21h00 (PT)/22h (GZ) no Jardim Municipal de Valença. O concerto é aberto ao público geral.


Na edição 2022 do MUMI, há uma novidade: o encontro termina, com o Festival Rio Minho Transfronteiriço no qual vão participar propostas musicais de Tui e Valença, com quatro concertos de bandas da zona transfronteiriça, entre os que foram nomeados para atuar no MUMI mas que não foram selecionados para os showcases oficiais: Helen & Shanna, Jasper, Rackam, Rockin´Gina & The Sentinels.


Esta é uma das novidades deste ano e "visa construir um espaço de trabalho entre as administrações da Eurocidade e a comunidade profissional do MUMI, oferecendo a artistas e bandas locais a oportunidade de mostrarem o seu trabalho a uma importante representação do setor da música da Galiza e Portugal".

Segundo José Manuel Carpinteira, o autarca de Tui concorda com a continuidade do evento, porque ambos consideram ser "importante que essas pessoas possam deslocar-se à eurocidade e possam conhecer melhor as duas cidades e levem algumas experiências".

"O importante é que este evento continue a realizar-se e possa trazer cada vez mais interessados em partilhar experiências e poder melhorar as suas atuações", especificou.


No encontro vão decorrer palestras com temas como: Financiamento Público para Projetos Culturais; As relações entre Agentes Culturais e Representantes Políticos; Estatuto Profissional da Cultural - Situação atual na Galiza e Portugal; Riscos Laborais nos Eventos Musicais (PT/GZ): Diferenças e Semelhanças; O Papel dos Meios de Comunicação nas Promoções Artísticas; Projetos Transfronteiriços Galiza-Portugal - Exemplos Inspiradores.


Artistas, agências, empresas, profissionais de gestão cultural, gestores de programação, jornalistas e público em geral, vão reunir-se neste evento que pretende tornar-se a feira de música de referência da península ocidental e que visa criar novos mercados para a música galega e portuguesa, construir uma relação estável entre agentes e empresas da Galiza e de Portugal e destacar o talento criativo de proximidade com programadores e técnicos culturais de ambos os países.









0 comentário

댓글


bottom of page