top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Paredes de Coura distinguido com Prémio de Mérito por Projeto de Empreendedorismo Ambiental



O Município de Paredes de Coura foi distinguido com o Prémio de Mérito instituído pela Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESA-IPVC), pela relevância no trabalho desenvolvido na Paisagem Protegida de Corno do Bico, nomeadamente no Centro de Educação e Interpretação Ambiental (CEIA).

Em comunicado, o Município de Paredes de Coura informa que na iniciativa que decorreu no âmbito da 7ª Semana das Ciências da Vida e da Terra, que este ano deu particular ênfase a processos, atividades e projetos sob o tema “Ciências Ambientais para o Desenvolvimento Sustentável", "esta distinção da ESA-IPVC releva a importância do Laboratório Rural, iniciativa de colaboração transversal e trabalhos em rede entre instituições, que há alguns anos congrega Universidades, Institutos de Investigação, Comunidade Intermunicipal e Organizações Não Governamentais, de Portugal e Espanha, e que tem como espaço primordial de ação a Paisagem Protegida do Corno de Bico e o Centro de Educação e Interpretação Ambiental.", referem.

A Paisagem Protegida do Corno de Bico distribui-se por cinco freguesias e é um pequeno santuário natural, cuja mancha dominante é o carvalho e onde coabitam cerca de 500 espécies de flora. Complementarmente, a fauna é também muito rica ao ponto de terem sido registados cerca de 180 espécies de vertebrados, entre os quais o lobo-ibérico.


Inserida na Paisagem Protegida do Corno de Bico, em Vascões, paredes-meias com a antiga Colónia Agrícola, de Chão de Lamas, existe o CEIA, Centro de Educação e Interpretação Ambiental, que inclui áreas destinadas à investigação e divulgação dos recursos naturais da Paisagem Protegida, designadamente ateliês, sala de exposições, auditório e laboratório, entre outros.

"Um equipamento tantas vezes ocupado por grupos de investigação de Universidades portuguesas e estrangeiras, que dispõem naquele espaço as condições desejáveis para os trabalhos nos mais diversos campos científicos, da astronomia às ciências da natureza.", frisam.



0 comentário

Comments


bottom of page