top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Viana do Castelo assinala hoje 766 anos do Foral Afonsino e homenageia 15 trabalhadores com 40 anos de serviço

18 de Junho, 2024

A 18 de junho, no dia em que celebra os 766 anos do Foral pelo Rei D. Afonso III, a Câmara Municipal de Viana do Castelo entregou 15 medalhas e diplomas pelos “Bons Serviços e Dedicação” e pelo contributo para a dignificação da função pública e elevação do serviço municipal aos funcionários que completaram ou estão a completar 40 anos de serviço. A cerimónia decorreu esta manhã no Salão Nobre da Câmara Municipal.



executivo municipal e funcionários agraciados pelo serviço ao município

Nesta efeméride que assinala a fundação da Vila e a criação do Município de Viana, que aconteceu a 18 de junho de 1258, o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, afirmou que este é “um dia de celebração não só pela atribuição do foral e pelo início da nossa vida coletiva, mas também porque é o dia em que homenageamos aqueles que há 40 anos se dedicam ao serviço público”.


“São 766 anos de história e de perceção de que estivemos à altura deste reconhecimento da nossa identidade histórica, cultural e marítima por D. Afonso III”, considerou.


O Presidente da Câmara afirmou, ainda, que "os colaboradores municipais têm sido absolutamente determinantes para o que nós consideramos que foi um percurso de sucesso, um registo e uma resiliência da comunidade, mas que assentou muito no que tem sido o desempenho, a dedicação, a motivação, no fundo, a inspiração de todos os nossos colaboradores."

bombeiros sapadores fazendo a guarda de honra e pessoas sentadas num salão

Nesse sentido, acrescentou, "celebrar a atribuição do foral é também uma obrigação do executivo", celebrar e reconhecer a dedicação e a inspiração de todos os quase 1500 colaboradores que, diariamente, em todos os domínios, contribuem para o desenvolvimento económico da cidade, do concelho e do município.


Luís Nobre aproveitou, ainda, a ocasião para reconhecer o desafio que lançara aos colaboradores do município, em 2022, aquando do anúncio de que Viana do Castelo seria Cidade Europeia do Desporto. "Eu pedi para trabalharmos para sermos a Melhor Cidade Europeia do Desporto, e foi isso que aconteceu, materializou-se em 2023", disse, acrescentando que este é apenas um exemplo, e que o principal eixo de aposta do Município em 2023 foi a Educação e que esta "continua a ser uma área de trabalho e de afirmação do concelho, da cidade e do coletivo."

homem de fato falando com as mãos em forma de triângulo

Desde o ano de 2020 que neste dia são reconhecidos e agraciados os trabalhadores da Câmara Municipal e dos Serviços Municipalizados de Viana do Castelo que, à presente data, assinalam quarenta ou mais anos de missão. “A dedicação, empenho, exemplo e inspiração dos funcionários municipais tem sido decisiva para o sucesso do município, da cidade e do concelho”, reforçou o autarca.


Os funcionários municipais de Viana do Castelo agraciados no ano de 2024 são:

 

Ana Maria Martins Prego Carneiro

Admissão 9 fevereiro 1984

Escola Carteado Mena, Agrupamento de Escolas Monte da Ola, Divisão de Educação / Departamento de Educação, Conhecimento, Cultura e Património (DECCP)

 

Artur Jorge Felgueiras Rocha Teixeira

Admissão 2 abril 1984

Piscina Frederico Pinheiro, Divisão de Desporto / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

 

Avelino Fernandes Gomes

Admissão 5 março 1984

Horto Municipal, U.O. Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

Francisco Salgado Dias

Admissão 26 março 1984

Horto Municipal, U.O. Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

Inácio Manuel Gonçalves Torres

Admissão 1 março 1984

U.O Vias e Infraestruturas / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

João António Fernandes Silva Dias

Admissão 18 abril 1984

Horto Municipal, U.O. Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

José Carlos Oliveira Gonçalves

Admissão 15 fevereiro 1984

Divisão Gestão de Equipamentos / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

Luís Alberto Rigor Cunha Vaz Couto

Admissão 1 janeiro 1984

Pavilhão do Monte da Ola, Divisão de Desporto / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

 

Luís Sérgio Carvalho Salgado Gonçalves

Admissão 16 novembro 1983

Gabinete de Apoio ao Cidadão, Divisão de Apoio ao Cidadão e Transição Digital / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

 

Manuel Filipe Torres Lima

Admissão 19 março 1984

Horto Municipal, U.O. Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

Manuel Joaquim Rodrigues Parente

Admissão 5 março 1984

U. O. de Operação e Equipamentos / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

Manuel Oliveira Costa Dias

Admissão 27 julho 1983

U.O. Vias e Infraestruturas / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

 

Maria Hermínia Silva Esteves

Admissão 18 abril 1984

Divisão de Licenciamento e Gestão Urbanística / Departamento de Gestão Territorial e Sustentabilidade (DGTS)

 

Maria Teresa Silva Barreiros Lopes

Admissão 18 abril 1984

Gabinete de Apoio ao Cidadão, Divisão de Apoio ao Cidadão e Transição Digital / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

 

Rui Alexandre Rego Barros

Admissão 5 janeiro 1984

Piscina Frederico Pinheiro, Divisão de Desporto / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

 

Foi a 18 de junho de 1258 que o Rei D. Afonso III outorgou o primeiro foral de Viana, criando a vila e instituindo o Município de Viana, definindo os limites, direitos e estatuto daquela que viria tornar-se na Princesa do Lima.


Com a outorga do foral foi constituído o estatuto jurídico, administrativo e fiscal do Município e, consequentemente, surgiram os primeiros funcionários municipais. O foral de Viana determinou, entre vários outros decretos, que o nome da povoação chamada Átrio se passaria a denominar Vila de Viana da Foz do Lima. 


D. Afonso III, uma das personagens marcantes da História Nacional, adivinhava assim a vocação marítima da foz do Lima, ao “…fazer uma Póvoa, no lugar chamado Átrio, na foz do Lima, à qual de novo imponho o nome de Viana. (…)”.



0 comentário

Коментарі


bottom of page