top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Eleições Europeias: Campanha institucional de apelo ao voto promove a defesa da democracia

1 de Maio, 2024

O Parlamento Europeu (PE) lançou a 29 de abril a segunda fase da sua campanha institucional de apelo ao voto nas próximas Eleições Europeias, marcadas para 9 de junho em Portugal, na qual se destaca a importância do exercício do voto enquanto salvaguarda da democracia. Entre os dias 6 e 9 de junho de 2024, quase 400 milhões de pessoas nos 27 Estados-Membros são chamadas a votar nas eleições europeias.



campanha das eleições europeias em fundo azul e com estrelas amarelas

Para informar melhor os cidadãos da União Europeia (UE) e incentivá-los a votar, o Parlamento Europeu dá início à segunda fase da sua estratégia de comunicação institucional.


Através do slogan «Usa o teu voto. Ou outros decidirão por ti», esta segunda fase sublinha a importância da democracia. "A estratégia usa uma abordagem multifacetada, incluindo eventos mediáticos, ações de sensibilização digital, participação de parceiros públicos e privados, iniciativas da comunidade e programas educativos adaptados aos cidadãos de toda a UE", explica o Parlamento Europeu em nota enviada às redações.


Entre os esforços de sensibilização utilizados, o vídeo de 4 minutos, intitulado «Usa o teu voto», conta com testemunhos de cidadãos mais velhos de diferentes países da União Europeia, que transmitem aos seus netos, e próximas gerações, as suas histórias reais sobre como era a vida antes da democracia, salientando que este é um direito que não pode ser dado como adquirido.


«A democracia na União Europeia é mais importante do que nunca. É o vosso voto que decide a direção da Europa nos próximos cinco anos. Vai decidir em que Europa queremos viver», diz a Presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola. «Não deixes que outros escolham por ti. Entre 6 e 9 de junho de 2024, vota. Todos os votos contam.»


RESPONSABILIDADE COLETIVA


À medida que a União Europeia enfrenta novos desafios e que as eleições de junho de 2024 se aproximam, o Parlamento Europeu reafirma o seu empenho em promover o diálogo, a unidade e a cidadania ativa. «Usa o teu voto. Ou outros decidirão por ti» serve para relembrar que a democracia é um legado que tem de ser cultivado e defendido por todos.


«A democracia é uma responsabilidade coletiva – não em prol de uma ideia política ou de uma causa específica, mas em relação uns aos outros», diz o porta-voz e Diretor Geral de Comunicação do Parlamento Europeu, Jaume Duch. «Estamos mais unidos na democracia europeia do que pensamos: entre nações, sensibilidades políticas e gerações. Nos tempos de polarização em que vivemos, é fácil esquecer isto e a nossa campanha foi criada para nos relembrar do que nos une.»


Em particular, o vídeo central da campanha explora mais aprofundadamente a história de muitos países europeus que enfrentaram conflitos armados ou limites à liberdade individual, e que sabem quão frágil pode ser a democracia, se não for ativamente defendida.


AUMENTO DO INTERESSE PELAS ELEIÇÕES EUROPEIAS


O mais recente estudo Eurobarómetro do Parlamento Europeu, com mais de 26 mil inquiridos em todos os Estados-Membros, revelou que 60 % dos europeus, e 51% dos portugueses, estão interessados nas eleições europeias de 6 a 9 de junho de 2024 – mais 11 pontos percentuais do que no mesmo período pré-eleitoral em 2019. Além disso, 71 % dos europeus afirmam que provavelmente vão votar, mais 10 pontos percentuais do que na última vez. Apesar de a percentagem em Portugal ser ainda abaixo da média europeia, atingindo os 57%, está 10 pontos percentuais acima do Eurobarómetro divulgado no período homólogo de 2019.Os resultados sugerem também que quatro em cada cinco europeus concordam que «o voto é importante para proteger a democracia» (81 %) e que «o voto é importante para garantir um futuro melhor para as próximas gerações» (84 %). Mais de oito em cada dez europeus (81 %), e nove em cada dez portugueses (90%), consideram que o voto é ainda mais importante dada a atual situação geopolítica.



0 comentário

Comments


bottom of page