top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima com boas expectativas apesar da chuva

Inaugurou esta sexta-feira, a XXXI Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima, na Expolima, evento que se prolonga até domingo, 11 de junho. A organização acredita que o mau tempo não vai dissuadir limianos e forasteiros de visitarem este certame, que conta com dezenas de produtores e expositores da região, onde os vinhos verdes são os protagonistas.




dois homens e uma mulher segurando copos de vidro na mão, sorrindo para a foto

Numa organização do Município de Ponte de Lima em parceria com a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, e com a Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, esta edição conta com 13 expositores gastronómicos, 23 produtores de vinho e oito artesãos locais.


O programa contempla provas e degustações, workshops e harmonizações, e revela uma dinâmica do setor vinícola e do turismo enogastronómico, com dezenas de produtores e expositores que fazem parte desta iniciativa com três décadas, participando no XIX Concurso de Vinhos Verdes.


No dia da abertura, o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Vasco Ferraz, disse que esta “é uma feira sempre muito participada, não apenas pelos limianos mas por todos aqueles que nos visitam durante o período da feira e do fim de semana”, o que se traduz depois num “retorno grande para os produtores que estão numa altura do ano em que o nosso [vinho] verde terá uma procura grande, porque fresquinho bebe-se muito bem no início do verão”, afirmou o autarca.

Este é, assim, um palco de excelência para os produtores que podem demonstrar os produtos novos que têm e, quem sabe, captar novos públicos. “O feedback que temos é que os produtores têm esta como uma das feiras de eleição e temos sempre um nível de participação muito grande”, assegurou Vasco Ferraz.


CHUVA NÃO ASSUSTA OS VISITANTES DA XXXI FESTA DO VINHO VERDE E DOS PRODUTOS REGIONAIS


Questionado quanto às expectativas para o certame, que se realiza no espaço ao ar livre da Expolima, o Presidente da Câmara admitiu que “a chuva é que nos deixa ficar com as pernas um bocadinho a tremer, mas nós já passámos pela experiência de fazer esta feira dentro de um espaço fechado – temos aqui o Pavilhão de Feiras e Exposições, de qualquer das formas não deixa de ser um bocado pequeno -, mas quando depois juntamos a animação que temos para os períodos noturnos da feira, isso acaba por fazer com que um elevado número de visitação num espaço relativamente pequeno a feira não funcione como uma feira de demonstração daquilo que são os produtos, mas sim um espaço de visitação para as pessoas que vêm ver os espetáculos. Por isso, acho que o risco de nós mantermos isto no exterior é sempre um risco relativamente controlado, mas que vale a pena para podermos receber mais pessoas”, concluiu.

De recordar que na passada terça-feira, 13 de junho, decorreu a XIX edição do Concurso de Vinhos Verdes de Ponte de Lima, evento que contou com a participação de 20 produtores de vinho, num total de 41 vinhos a concurso. Foram eleitos vinhos nas Categoria Vinho Verde Casta Vinhão; Vinho Verde Branco, e Vinho Verde Casta Loureiro. O Presidente da Câmara referiu que “o feedback foi muito positivo” e que o júri do concurso considerou que “os vinhos, este ano, são uns vinhos com maior qualidade”.

homem e mulher sorridentes bebendo vinho em copos de vidro
Casal desfrutando de um copo de vinho verde

Interpelado pelos jornalistas, Vasco Ferraz confessou estar desagradado com o facto de um município vizinho ter escolhido este mesmo fim de semana para promover um evento semelhante ao de Ponte de Lima: “Eu acho que todos os municípios têm as suas escalas e têm o seu nível de participação. Não me preocupa que Ponte de Lima possa perder com isso, antes pelo contrário. Eu acredito que às vezes as escalas nos ajudem a todos a ganhar; acho é que pela parte do Município de Ponte da Barca [que este fim de semana tem a decorrer o Mercado do Vinho] poderia ter feito uma promoção consideravelmente melhor do vinho verde e ajudar-nos a ganhar essa escala em momentos diferentes, e não em momentos iguais”, declarou.


VINHOS VERDES COM QUALIDADE EXTRAORDINÁRIA


A Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima (EPPL) já integra esta Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais desde que existe. O certame, que vai na 31ª edição, atrai cada vez mais visitantes e produtores de vinho e de produtos regionais. O Diretor da EPPL, Amâncio Cerqueira, disse estar “muito satisfeito” com a afluência de visitantes neste primeiro dia da feira e, como já vem acompanhando as edições até agora, nota “uma qualidade extraordinária” nos vinhos dos produtores presentes. “Nós há 31 anos íamos passando por alguns produtores, provávamos de um lado, mas já não conseguíamos beber do outro, e hoje conseguimos provar em todos os produtores e os vinhos têm excelente qualidade”, afirmou, acrescentando que “é uma regalia perceber que ao longo de 31 anos os vinhos verdes subiram de qualidade; uma coisa extraordinária”.


A Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, que também produz vinhos, participa neste certame com o objetivo de “demonstrar que a Escola e os seus alunos conseguem fazer produtos de qualidade e, por isso, podem integrar o mercado de trabalho porque já aprenderam a fazer produtos de qualidade. Temos uma marca que é “Vinhas do Cruzeiro”, que está no mercado e, de facto, consegue andar a par com todos os bons produtores da região dos vinhos verdes”, referiu o responsável.


E como nem só de vinho se faz esta festa, a Peneda Gerês TV falou com um dos produtores locais que já conta com 110 anos de história, e agora com uma nova imagem. Nascida em 1913, a Minhofumeiro especializou-se na produção de enchidos e carnes fumadas, e tem vindo a apresentar inovações que harmonizam sempre bem com qualquer Vinho Verde, seja ele Branco, Loureiro ou Vinhão. Aqui, podemos encontrar uma grande variedade de produtos, que vão a assar, desde alheira, presunto, chouriço de carne, chouriça de cebola, barriga, lombo do cachaço, salpicão, entre muitas outras, acompanhadas com broa de milho.

mulher de pé com avental verde em frente a uma barraquinha de enchidos e fumados

Presença assíduas nestes certames, a expositora Elisabete Coelho, da Minhofumeiro, referiu que “já estamos desde o início, acabamos por fazer parte de Ponte de Lima”. As expectativas, confia, “são boas, os artistas são bons também, acho que sim, vai ser uma boa feira”. Quanto às previsões meteorológicas, acredita que “o pior já passou” e por isso as pessoas vão comparecer na mesma.

mulher de avental verde assando carne num assador elétrico

O primeiro dia da festa contou com animação musical da dupla ConecSom e espetáculo musical de Carolina de Deus, com participação especial de António Zambujo. DJ Celsus fechou esta primeira noite, designada “Noite do Vinhão”.

homem tocando viola e mulher cantando ao microfone estilo anos 50
ConecSom animaram o certame pelas 20h30

homens e mulher em palco tocando instrumentos
Carolina de Deus no "soundcheck" ao final da tarde

Para este sábado, 10 de junho, a Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima tem abertura às 15h00, e conta com provas comentadas, harmonizações e showcooking de culinária. A “Noite do Loureiro” tem animação musical dos Hourglass, às 20h30; às 22h30 concerto de Miguel Araújo, com primeira parte a cargo de Joana Almeirante. DJ Celsus anima o resto da noite até às 02h00.


No domingo, há desfile dos grupos de folclore e 41.º Festival de Folclore do Grupo de Danças e Cantares de Ponte de Lima.




0 comentário

Comments


bottom of page