top of page

Peneda Gerês TV

Multimédia e Comunicação

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram

Pub

Ministro da Agricultura e Pesca na XVI Feira do Cavalo de Ponte de Lima: “Eu sou um rural que apoia a modernidade, e a ruralidade ajuda ao desenvolvimento e à coesão territorial”

6 de Julho, 2024

Está a decorrer até este domingo a 16ª edição da Feira do Cavalo de Ponte de Lima, na Expolima. Este certame, que volta a destacar-se no panorama equestre internacional, recebe sempre milhares de visitantes e aficionados do cavalo e do mundo rural. Esta sexta-feira, o Ministro da Agricultura e Pesca, José Manuel Fernandes, visitou a Feira do Cavalo e destacou este setor “que ajuda a agricultura e à coesão territorial”.




homens posando junto a cavaleiros e a um cavalo

O certame arrancou na quinta-feira à noite com a Gala Ibérica, que juntou os cavaleiros Miguel Fonseca (Portugal) e Rafael Arcos (Espanha).


Após uma visita à área comercial com produtos equestres, José Manuel Fernandes, em conversa com os jornalistas destacou este setor de atividade e esta região que se tem afirmado como um destino equestre de excelência: “Nós temos, felizmente, muita qualidade; o nosso cavalo Lusitano está, em termos europeus e mundiais com um reconhecimento - fruto das suas características -, cada vez mais forte; nos Jogos Olímpicos, temos, em equipas de outros países, os nossos cavalos e, portanto, temos aqui um setor que também ajuda, no fundo, a agricultura e à coesão territorial que é necessária”, afirmou o Ministro da Agricultura e Pesca.

galinha amarela numa gaiola
ovelhas deitadas na palha
cavalo branco de pé e sereno
homens visitando um stand de  produtos equestres
dois cavalos num stand
Correaria Dantas com produtos expostos

Também presente na Feira, o Presidente da Câmara da Golegã, foi notado pelo governante, que salientou o facto de estes dois concelhos não “serem sequer rivais; são complementares”, pois ambos apostam nos certames do cavalo e, por isso, considerou José Manuel Fernandes, “têm como objetivo puxar, não só por aquilo que são as nossas raízes, mas depois, também, mantê-las e trazer um fator económico e de atratividade, isso é absolutamente essencial”, vincou.

cavaleiros na pista
homens visitando uma coudelaria

O governante falou, ainda, na importância de um “conhecimento que é nosso, que é genuíno, que é único, acrescenta sempre valor e que a agricultura tem de se socorrer, de valorizar estas especificidades”, defendeu.


Natural de Vila Verde, concelho no Minho, José Manuel Fernandes, disse: “Eu sou um rural que apoia a modernidade, e a ruralidade também é moderna”, defendendo que “a ruralidade ajuda ao desenvolvimento e a agricultura é, também, turismo, gastronomia, investigação, indústria e conhecimento.”

autarcas e ministro brindando com vinho verde branco

A Feira do Cavalo decorre até domingo, dia 7 de julho, e “perspetiva-se que, ainda por cima com o tempo bom, durante o decorrer do fim de semana, o espaço seja muito participado e as pessoas venham aqui com alguma facilidade”, anteviu o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Vasco Ferraz.

cavalo levantando areia no ar

“Ponte de Lima, efetivamente, trabalha muito aquilo que é a sua ruralidade e a qualidade de vida dos seus cidadãos, através dessa própria ruralidade. Nós estamos aqui num fim de semana onde já estamos a usufruir daquilo que é um valor acrescentado desse meio rural, porque, efetivamente, esta Feira do Cavalo pode trazer algumas vantagens no que diz respeito às questões económicas a todo o território e elas devem ser aproveitadas e devem ser apresentadas ao público de forma que sejam, também, incentivadas para que a população possa, de certa forma, usufruir disso mesmo”, defendeu o autarca.

homens caminhando rapidamente

Filipe Pimenta, da organização da Feira do Cavalo de Ponte de Lima, referiu que “este ano temos um recorde de inscrições na modalidade de Dressage e no concurso de Andamentos, o que é fantástico; é o nosso trabalho, de certa forma a dar resultados, a dar fruto.” O responsável revelou que “na Dressage até tivemos que bloquear inscrições, senão depois não teríamos tempo para conseguir fazer todas as provas, até porque temos também Horseball, Equitação de Trabalho, Atrelagem… são várias modalidades em simultâneo, e realmente espera-se um grande evento com muita gente, muitos estrangeiros, que vêm para a Feira do Cavalo, para Ponte de Lima é um sucesso”, afirmou.

cavaleiro passeando um cavalo branco pela corda

Este sábado, às 08h00, terá lugar a IV Jornada da Taça de Portugal de Ensino, e uma Romaria ao Senhor do Socorro na Labruja (08h30) com partida na Alameda de S. João, seguindo-se Bênção dos Cavalos (10h30) na Labruja. O programa contempla ainda sunset com DJ Jacinto M., animação musical com concerto de Callejuelas (23h00), e os Campeonatos de Horseball, Concurso de Dressage, e Campeonato Nacional de Equitação de Trabalho.


Consulte a programação completa com horários AQUI.



 

0 comentário

Comentários


bottom of page